in

Proibido de passar Chaves, SBT investe e compra acervo histórico de Os Trapalhões

A emissora de Silvio Santos adquiriu um pacote com 35 filmes do quarteto mais amado do Brasil.

DIVULGAÇÃO/SBT DIVULGAÇÃO/GLOBO

Chega a ser quase impossível pensar em SBT e não se lembrar de Chaves. O humorístico mexicano foi transmitido pela emissora de Silvio Santos por mais de trinta anos, até sair do ar em agosto de 2020 por conta de uma briga judicial entre os herdeiros de Roberto Gómez Bolaños, intérprete do garoto Chaves e criador do programa, e a Televisa, emissora que vendia os episódios para o Brasil. 

Publicidade

Com um público órfão do humor pastelão que perdurou na emissora por tanto tempo, o SBT resolveu investir em um outro grupo com sucesso semelhante ao de Chaves e que também atingiu as várias gerações dos fãs de Bolaños: Os Trapalhões. 

O quarteto liderado por Renato Aragão está na história do cinema nacional tendo 11 filmes entre as 30 maiores bilheterias de todos os tempos. O programa na TV também marcou época entre as décadas de 70 e 90, se mantendo como líder de audiência até o seu final em 1995, após a morte de Zacarias e Mussum. 

Publicidade

Como o programa semanal é de propriedade da Rede Globo e dificilmente será negociado, o SBT foi atrás do acervo de filmes deixado pelo quarteto e conseguiu adquirir junto à distribuidora Europa Filmes um pacote com 35 longas. 

Publicidade

https://www.instagram.com/p/CPmM0W3gs8X/?utm_source=ig_web_copy_link

Publicidade

O primeiro a ser exibido pela emissora de Silvio Santos será “Os Saltimbancos Trapalhões”, já na próxima sexta-feira (04/06) às 23h15, na tradicional Tela de Sucessos. O filme de 1981 ocupa o 14º lugar das maiores bilheterias do cinema nacional, tendo em seu elenco a atriz Lucinha Lins além dos quatro “Trapalhões”, Didi, Dedé, e os saudosos Mussum e Zacarias. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com