in

Bonner reproduz frase de protesto no JN e rebate o presidente ao vivo: ‘Fora Bolsonaro genocida’

Durante o telejornal, da Rede Globo, apresentador falou das manifestações que ocorreram no Brasil.

REDE GLOBO / VEJA / MONTAGEM GHEAN FERNANDES

Na última segunda-feira (31) o Jornal Nacional, da Rede Globo, deu destaque às manifestações que aconteceram pelo Brasil contra Bolsonaro. William Bonner apresentou matérias a respeito do ocorrido e em dado momento reproduziu uma frase de protesto que foi colada no capô de um carro e deu o que falar. O âncora do telejornal ainda rebateu Jair a respeito da quantidade de manifestantes que foram as ruas.

Publicidade

Em uma das matérias exibidas, Bonner mostrou o momento em que um policial prende dirigente do PT por causa de adesivo colado no carro. O PM alegou que a frase usada para protestar contra Jair Bolsonaro estava ferindo a lei de segurança nacional e levou manifestante para a Polícia Federal.

“O adesivo dizia: Fora Bolsonaro genocida”, disse William Bonner, reproduzindo a frase de protesto contra o presidente. A abordagem do jornalista a respeito do adesivo repercutiu nas redes sociais e internautas chegaram a apontar uma possível indireta do apresentador do JN para o presidente.

Publicidade

Durante a edição, Bonner ainda exibiu a declaração de Bolsonaro sobre as manifestações e rebateu o presidente. Em suas palavras, a autoridade nacional disse que os protestos pelo Brasil tiveram poucas pessoas por falta de maconha. William, então leu dados levantados sobre a quantidade de manifestantes e disparou: “Na verdade, as manifestações não foram pequenas. Reuniram milhares de pessoas em todos os 26 estados e no Distrito Federal”.

Publicidade

Nos protestos, manifestantes pediam vacina contra o novo coronavírus e o auxílio emergencial no valor antigo de R$ 600, além do impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade