in

Neymar é acusado de assédio contra funcionária e detalhes são expostos; jogador teria tentado forçar mulher

O atleta não se manifestou publicamente até agora a respeito do assunto polêmico.

UOL

Em 2019, o jogador Neymar Júnior, atualmente atuando pelo Paris Saint-Germain, foi acusado por uma modelo de ter cometido abuso sexual. Nadjila Trindade expôs o atleta na mídia e o caso gerou enorme repercussão, nacional e internacional.

Publicidade

Neymar, por falta de provas após investigação da Justiça, foi inocentado das acusações. Agora, porém, outro caso de suposto abuso por parte do jogador veio à tona, fazendo com que ele voltasse a ser manchete em alguns sites.

As informações foram divulgadas pela Nike, empresa que tinha parceria com Neymar. A marca havia fechado contrato com o jogador, mas o desfez no ano passado devido às alegações de uma funcionária, que disse que o atleta tentou força-la a manter relações íntimas.

Publicidade

Hilary Krane, conselheira geral da Nike, deu entrevista sobre o caso e disse que Neymar se recusou a colaborar com as investigações, motivo para romper o contrato com o famoso em 2020, 8 anos antes do previsto. O suposto abuso teria ocorrido em 2016 e chegado aos ouvidos da empresa em 2018.

Publicidade

Através de um comunicado, a assessoria do atleta afirmou que “Neymar Jr. se defenderá contra esses ataques infundados caso alguma denúncia seja apresentada, o que não aconteceu até agora“.

Publicidade

Segundo a suposta vítima, Neymar a teria tentado forçar a cometer ato íntimo oral em seu quarto de hotel durante a estadia em Nova York para um evento da Nike. A mulher ainda contou que o atleta teria saído correndo em busca dela nos corredores do estabelecimento.

A mulher, cujo nome não foi revelado para proteger sua identidade, pediu que a Nike expusesse Neymar para a mídia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.