in

Vídeo: Déa Lúcia chamou a madrasta para se despedir de Paulo Gustavo no momento de sua morte

Mãe do humorista deu uma emocionante entrevista ao programa Fantástico no último domingo.

REPRODUÇÃO/GLOBO

Déa Lúcia, mãe do humorista Paulo Gustavo, emocionou os telespectadores na noite do último domingo (09/05) com sua entrevista para o Fantástico, na Rede Globo. Muito apegada ao filho que faleceu na terça-feira (04/05), Déia estava muito abalada, mas demonstrou uma força incrível ao falar com a jornalista Renata Ceribelli.

Publicidade

Outros membros da família também participaram da entrevista. A irmã Juliana é a que pareceu mais fragilizada emocionalmente e mal conseguiu falar sobre a enorme perda de Paulo. Em outro momento, o pai do ator, Júlio, e sua esposa Penha, foram chamados para participar da conversa com Renata.

Nesse momento, Déa confessou que sentia ciúmes de Penha com seus filhos. Um ciúme parecido com o da personagem Dona Hermínia, que foi eternizada por Paulo Gustavo, que se baseou na própria Déa Lúcia para criá-la.

Publicidade

Mesmo com o ciúme que disse ter sentido de Penha no passado, Déa emocionou a todos ao dizer que a chamou para se despedir do ator no momento em que ele estava partindo. A família foi toda chamada ao hospital porque o humorista tinha tido uma morte cerebral. Déa contou que todos se juntaram em volta do artista. Juliana segurava uma das mãos, o marido Thales os pés, o pai Júlio fazia carinho na cabeça e ela Déa segurava a outra mão. Foi quando ela chamou Penha para segurar junto com ela, pois ela também fez parte da vida dele.

Publicidade

Nesse momento, a família cantou a oração de São Francisco, que o ator pedia para mãe cantar desde criança. No meio da canção, os batimentos de Paulo foram caindo e a frequência diminuindo. Eles fecharam as cortinas e saíram. Paulo Gustavo morreu aos 42 anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com