in

Vídeo: ao defender Bolsonaro, Alexandre Garcia bate-boca com âncora e ameaça deixar a CNN ao vivo

Jornalista veterano não aceitou interferência do âncora do telejornal “Novo Dia”, da CNN

REPRODUÇÃO/CNN

O clima esquentou no canal por assinatura CNN Brasil na manhã desta quinta-feira (06/05), no telejornal “Novo Dia”, que é apresentado pelo âncora Rafael Colombo. Tudo estava correndo bem no noticiário até chegar a participação de Alexandre Garcia no habitual quadro “Liberdade de Opinião”. 

Publicidade

Como de costume, o jornalista de 80 anos usou o seu espaço no quadro para defender o presidente Bolsonaro e suas ações durante a pandemia do coronavírus. 

Garcia apoiou que Bolsonaro lance um decreto que proíba prefeitos e governadores de decretarem medidas de restrições para conter o avanço da Covid-19 no Brasil, medida essa que o próprio presidente ameaçou tomar na última quarta-feira.

Publicidade

Na opinião do jornalista, o decreto de Bolsonaro seria totalmente constitucional e assim sendo, tanto os governadores quanto os prefeitos, teriam que cumpri-lo. 

Publicidade

Foi nessa hora que o âncora Rafael Colombo interrompeu Garcia e lhe perguntou se a proteção à vida também não estaria na Constituição. O comentarista então se calou, parecendo indignado com a interferência do colega de profissão. 

Publicidade

Ao ver Garcia calado, Rafael Colombo pensou que havia algum problema no áudio e disse que voltaria a conversar com Alexandre no dia seguinte, quando foi interrompido de forma rude por Garcia que disse que não estava sendo entrevistado. 

A seguir, Alexandre Garcia disse que não sabia se voltava no dia seguinte para a atração. Veja abaixo o clima ruim que o jornalista deixou ao vivo: 

Embora Garcia tenha deixado a dúvida se voltará a dar seus comentários no telejornal, A CNN afirma que ele seguirá no quadro normalmente. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com