in

Com falta de ar, Paulo Gustavo se disse feliz por ter doado oxigênio para Manaus, diz amiga do ator

Em suas redes sociais, uma amiga do ator revelou que Paulo Gustavo se sentia feliz por ter ajudado as pessoas.

Exame

Susana Garcia, médica e diretora do Minha Mãe é Uma Peça 3, acompanhou seu amigo Paulo Gustavo durante quase todo o seu período de internação. Em suas redes sociais, ela publicou alguns detalhes a respeito dos últimos dias de vida do ator, que veio a falecer na noite da última terça-feira (4).

Publicidade

Em uma postagem comovente, a médica falou sobre a generosidade e do medo que ele tinha de não ver seus filhos crescerem, além da vontade do ator de transformar sua internação por conta da Covid-19 em arte.

De acordo com Susana, em um momento em que ela começou a falar dos amigos, que ele amava muito, ele se emocionou, chorou, sua saturação caiu e ela precisou mudar de assunto, passando a falar de projetos. Nesse momento, Paulo Gustavo então teria dito que queria transformar sua internação em arte.

Publicidade

Em outro trecho, Susana falou que Paulo Gustavo ajudava muito as pessoas que já trabalharam com ele e estavam passando por dificuldades durante a pandemia. Além disso, a amiga revelou que o artista era o responsável por uma grande doação para a compra de oxigênio para Manaus, durante o período difícil que a cidade enfrentou.

Publicidade

Segundo ela, durante a pandemia, o ator depositou durante três meses a quantia de R$ 1.000 por mês para cerca de 120 pessoas que já haviam trabalhado em seus filmes e que a iniciativa partiu do próprio artista através de e-mail encaminhado para todas as equipes perguntando quem estava precisando de ajuda.

Publicidade

Além disso, a diretora revelou que, para Manaus, Paulo destinou uma doação de R$ 500 mil para a compra do oxigênio e nunca divulgou nada a respeito de sua atitude.

“Lembro um dia, antes de você ser intubado, que você me disse que estava sentindo muita falta de ar, mesmo com cateter de oxigênio, e que você estava feliz de ter comprado oxigênio para as pessoas”, escreveu ela.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.