in

Kelly Key diz que sofre preconceito por conta dos sintomas de uma doença que não tem cura

A cantora usou seu canal no youtube para se abrir a respeito de convivência com a doença e com o preconceito.

Estrelando

Em seu canal no Youtube, a cantora Kelly Key, de 38 anos, publicou um vídeo com o título Tudo sobre a minha psoríase, onde a artista relatou ter sofrido preconceito por conta das lesões causadas pela doença e pelo fato de muitas pessoas acreditarem que a enfermidade é contagiosa.

Publicidade

De acordo com ela, somente quem passa pela mesma situação sabe o quanto é desesperador. Kelly Key diz que a doença é desmotivante e pode até mesmo levar o portador à depressão. “A gente sofre o preconceito das pessoas também porque acham que é contagioso”, diz ela.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a psoríase trata-se de uma doença inflamatória crônica que se manifesta por meio de lesões avermelhadas e descamadas em qualquer região do corpo, não tem cura, mas tem tratamento.

Publicidade

Cerca de 2,5 milhões de pessoas são afetadas pela doença no Brasil. Por conta da aparência das lesões, o preconceito acaba por causar distúrbios psicológicos como ansiedade e depressão.

Publicidade

Kelly Key contou a seus inscritos que no início ela apresentava uma dermatite seborreica na cabeça, o que acabou sendo agravado por fatores como o estresse. Para ela foi uma surpresa que a psoríase tenha se agravado tanto.

Publicidade

A artista disse ainda que a piora no quadro da doença fez com que ela acabasse por descobrir outros problemas. “Meu caso agravou, as lesões ficaram muito maiores. Como elas foram aumentando ao longo desse processo, isso chamou nossa atenção”, disse a cantora, que acabou descobrindo ter intolerância ao glúten, à lactose e a outros alimentos que potencializam os sintomas da psoríase.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.