in

Wesley Safadão é inocentado em processo de plágio, danos morais e danos materiais

Compositor que moveu a ação irá recorrer e exige uma indenização de 4,7 milhões de reais

Globo.com

Wesley Safadão foi inocentado do processo de plágio, danos morais e danos materiais movido pelo compositor Jonas Alves, que o acusa de ter usado a música “Vaqueirinha Maltrata” de forma ilegal. A ação exigia uma indenização de 4,7 milhões.

Publicidade

O compositor afirma que o cantor nunca lhe pagou absolutamente nada pela composição da música, lançada em 2018. O juiz responsável pela causa ordenou que a música fosse retirada de todas as plataformas de streaming e decidiu que Wesley Safadão não teria que pagar a quantia exigida pelo compositor.

Segundo Jonas Alves, ele pedia esse valor de 4,7 milhões, pois era correspondente ao número de vezes que a canção foi acessada e baixada multiplicada por R$2,90. Além disso, também pleiteava 200 mil reais por danos morais.

Publicidade

Bastante contrariado com a decisão do juiz, o compositor afirma que não irá desistir facilmente e  garante que irá recorrer, o mais rápido possível, dessa sentença.

Publicidade

No começo de março, a defesa de Jonas Alves entrou com uma queixa-crime pedindo a prisão preventiva do cantor, alegando que esta era a terceira denúncia de plágio contra Safadão, o que acabou não acontecendo

Publicidade

A música “Vaqueirinha Maltrata” integrou o álbum “Diferente Não, Estranho”, que Wesley Safadão lançou em 2018. Após perder a causa, Jonas Alves declarou que só fez isso para que daqui para frente, o cantor passe a respeitar os direitos dos compositores.

A assessoria de imprensa de Wesley Safadão confirma a sua vitória no processo, mas não possui outros detalhes sobre o assunto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade