in

Ex-Rebelde cai na Lei Seca e se dá mal

Ator estava embriagado, com carteira de habilitação vencida e se recusou a fazer teste do bafômetro

Record TV

Micael Borges foi parado numa blitz da Lei Seca, na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, e foi autuado por duas irregularidades: uma por estar dirigindo embriagado e a outra por estar com a sua carteira de habilitação vencida.

Publicidade

Como se recusou a fazer o teste do bafômetro, seu veículo foi apreendido até que ele apresentasse outra pessoa que reunisse as condições exigidas para conduzi-lo.

Esta não é a primeira vez que o ator enfrenta problemas referentes à Lei Seca.

Publicidade

Em 2012, quando atuava na versão brasileira de “Rebeldes”, ele foi interceptado por uma blitz da Lei Seca no bairro do Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, dirigindo uma moto sem habilitação. Desta vez ele também não concordou em realizar o teste do bafômetro.

Publicidade

Após atuar no filme “Cidade de Deus”, onde viveu o personagem Caixa Baixa, foi chamado pela Globo e tomou parte da décima sexta temporada de “Malhação” fazendo o primeiro protagonista negro da trama e par romântico com Bianca Bin.

Publicidade

Como também se dedica a música e já tendo feito parte do grupo “Melanina Carioca”, passou por uma série de testes e foi escolhido para viver Pedro Costa na versão brasileira de “Rebeldes”, que ganhou o título de “Rebelde Brasil” e foi exibida pela RecordTV. Por esse trabalho, Micael ganhou o Troféu Raça Negra de melhor ator.

Também integrou o grupo musical da trama e juntos passaram a fazer apresentações por todo o Brasil sempre com enorme sucesso. Aos 32 anos, Micael está casado com a empresária Heloisy Oliveira e juntos têm um filho, Zion, de 7 anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade