in

Família de Tom Veiga se pronuncia após suspeita de envenenamento vir à tona e diz se corpo será exumado

Na Telinha/Divulgação

Os familiares do ator Tom Veiga, falecido no ano passado, vieram a público nesta terça-feira (06) para esclarecer notícias veiculadas na imprensa, de que a família do artista estariam se movimentando para solicitar a exumação do corpo do intérprete do Louro José.

Publicidade

A motivação seria uma suposta desconfiança que a causa morte dele fosse por envenenamento. Contrariando a possibilidade surgida, os familiares do ator rechaçaram a informação. 

“Não sabemos que família é essa. Porque a nossa, com certeza, não é. Não sabemos de nada disso. Nem eu nem os filhos do Tom, muito menos os irmãos”, disse Alessandra Veiga, segunda mulher de Tom Veiga. 

Publicidade

O caso

Tom Veiga foi encontrado sem vida no dia 1º de novembro do ano passado. A causa da morte apontada foi um aneurisma. Três dias antes de morrer, o ator tinha instalado um circuito de câmeras no imóvel em que morava sozinho, na Zona Oeste do Rio, após se separar de Cybelle Hermínio da Costa. 

Publicidade

Segundo informações do jornal Extra, Tom Veiga instalou o circuito de câmeras porque estava preocupado com a sua segurança. 

Publicidade

Mudança

Neste mesmo dia da instalação das câmeras, Tom Veiga solicitou a um amigo que este fosse com ele até um cartório, para servir como testemunha em uma alteração que ele faria no testamento. Na ocasião, Tom Veiga queria tirar o nome da ex-mulher, Cybelle, do documento. 

Nas mensagens que o Extra obteve com exclusividade, Tom Veiga disse ao amigo que andava muito ocupado, mas que precisava de ajuda e questionou se poderia contar com ele como testemunha no cartório para desfazer o testamento, retirando a terceira esposa como sua beneficiária.

Publicidade