in

William Bonner é autuado por irregularidades na Receita Federal; órgão autuou outros 20 globais

Reprodução/Globo

A Receita Federal está trabalhando num regime de megaoperação para investigar possíveis irregularidades em contratos de personalidades da televisão brasileira e, de acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do Splash UOL, William Bonner e outros 20 nomes da TV Globo fazem parte da lista da operação. 

Publicidade

Somente no ano passado, mais de 40 artistas do canal já haviam sofrido autuações fiscais. O motivo desta ação da Receita Federal é mirar na “pejotização” destes trabalhadores. 

Na prática, a Receita acusa artistas da TV Globo de estarem em conluio com a emissora para redução de pagamentos de imposto, sonegando o Fisco. Como isso funciona: em vez de contratar o funcionário com carteira assinada, eles fecham um acordo com a empresa por meio de suas empresas pessoais, o famoso PJ (pessoa jurídica).

Publicidade

Com isso, o funcionário tem um vínculo com a empresa, mas sem assinar a carteira. Em tese, isso dá ao trabalhador uma maior liberdade de trabalhar em outras frentes, como teatro, cinema e etc. Porém, para a Receita, isso é visto como uma irregularidade, pois a manobra seria uma forma de reduzir o pagamento de impostos.

Publicidade

Por exemplo, quem recebe um salário alto e é pessoa física, tem que pagar 27,5% sobre seus rendimentos. Quem é PJ, paga alíquotas menores: 15% sobre o total e 10% sobre o que exceder R$ 20 mil.

Publicidade

A matéria de Feltrin ainda afirma que a Receita chegou a acusar os artistas e Globo de “Organização Criminosa”. Bonner e todos autuados estão recorrendo. A Globo nega qualquer irregularidade nos contratos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.