in

Bomba: Flordelis diz que quem mandou matar pastor Anderson foi a filha e cita estupro e assédio em entrevista

Reprodução: Ligado no Gospel / Metrópoles / Blasting News - Fotomontagem por Vieira Filho

Em entrevista que vai ao ar nesta quinta-feira (25), no programa Conversa com Bial, apresentado na Rede Globo de Televisão, a deputada federal e cantora gospel Flordelis faz uma revelação impressionante sobre o crime de assassinato que envolve seu nome desde 2019.

Publicidade

A morte de Pastor Anderson, a tiros, em junho de 2019, na garagem de Flordelis foi e ainda é um crime de muita repercussão no Brasil.

Ocorrido em Niterói, o assassinato se deu em um dia no qual dormiam cerca de 30 pessoas na residência da cantora, que foram acordadas com a rajada de tiros que atingiu o pastor.

Publicidade

Após a morte, Flordelis alegou que o crime que teria matado Anderson seria um assassinato.

Publicidade

O pastor, de 42 anos, era marido e mentor das carreiras artística e politica de Flordelis. O enteado da vítima, Flávio dos Santos, de 39 anos, foi preso como executor no momento do velório.

Publicidade

Ainda sem respostas em relação a quem matou Anderson, Flordelis aparece entre os 11 suspeitos e, para o Ministério Público, é a mandante do crime.

Revelação de Flordelis

Na entrevista ao apresentador Pedro Bial, Flordelis aponta a filha Simone como a pessoa que teria mandado matar o marido. De acordo com a cantora gospel, Anderson assediava e estuprava sua filha, que tinha que lutar contra o câncer que enfrentava e as violências do pastor: “Além de estar com câncer, sofrendo com câncer, ela carregava isso sozinha, em silêncio, esses assédios, esses estupros. Ela carregava sozinha, Bial.”, narrou a deputada.

Ainda na entrevista, Flordelis diz que não concorda com o que a filha teria feito, porque, segundo a deputada, não é matando que se resolvem problemas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade