in

Perito vai ao Fantástico, fala sobre lesões em Henry, e o que diz para o Brasil

Reprodução Globo / Montagem

O Fantástico costume trazer sempre matérias que acabam sendo debatidas ao longo da semana, justamente por conta das polêmicas que circundam. No caso Henry Borel não foi diferente.

Publicidade

A equipe de jornalismo do Fantástico entrou no apartamento de Monique, mãe de Henry Borel, onde descreveu in loco, para os telespectadores, tudo o que teria ocorrido, segundo a versão que a mãe da criança diz acreditar ter ocorrido.

Só que a versão dela entrou em confronto direto com a opinião de um dos peritos convidados para a entrevista pelo Fantástico.  Ao ser questionado pelo jornalista que conduziu a entrevista, descrevendo sobre o que a mãe de Henry supôs ter acontecido, o perito foi enfático: “pelo que está dizendo no laudo, as lesões foram provocadas em momentos próximos e diferentes, por trás pelo lado, pela frente, uma queda de uma cama não causaria isso tudo não”.

Publicidade

Um segundo perito respondeu a seguinte pergunta do jornalista, se haveria hipótese das tais lesões terem ocorrido antes do pai entregar o menino para a mãe. O outro perito responde de forma incisiva, de que pelas lesões ocorridas, seria impraticável que o menino estivesse caminhando e em situação normal, sem que os demais tivessem percebido, naquele momento, que havia algo de errado com a criança.

Publicidade

A reportagem ainda informou que, quando a polícia chegou para investigar o local do acidente, uma faxineira já havia passado pelo local e arrumado tudo, o que prejudicaria demais para a sequência das investigações. O advogado do pai de Henry disse que a defesa ainda estuda pedir a exumação do corpo de Henry.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.