in

Silvio Santos pediu perdão a Hebe em seu velório, conta o filho da apresentadora

Reprodução: Novelão

Com a morte de Cláudio Pessutti, empresário e sobrinho de Hebe Camargo, o filho da apresentadora, Marcello Camargo passou a cuidar do legado e dos bens deixados pela mãe. Cláudio Pessutti cuidava de todos os negócios da família, mas foi mais uma das vítimas da covid em janeiro desse ano. 

Publicidade

Em uma entrevista para programa A Noite É Nossa da Record TV desta quarta-feira (10/3), Marcello relembrou histórias emocionantes de sua mãe, dentre elas algumas que não são de conhecimento do grande público, como a relação de Hebe com Silvio Santos longe das câmeras.

Marcello contou que Hebe sempre comemorava as demonstrações de carinho que recebia de Silvio. Um dos episódios presenciados por ele foi no hospital, com sua mãe fazendo quimioterapia e recendo uma ligação de apoio do antigo patrão. 

Publicidade

No entanto, essa relação afetuosa não foi o bastante para Hebe se manter no SBT até o final de sua vida. Sua história na emissora de Silvio sofreu um hiato em 2011 quando Hebe saiu para a RedeTV. Ela apresentou poucos programas na nova casa e faleceu em setembro do ano seguinte. 

Publicidade

Um pouco antes da morte da apresentadora, Hebe foi procurada por uma das filhas de Silvio Santos, Daniela Beyruti, para retornar ao SBT. Embora ambas as partes tivessem assinado um novo contrato, não houve tempo para que Hebe voltasse ao ar em sua casa mais amada. 

Publicidade

O filho da apresentadora afirma que Silvio pediu perdão para sua mãe em seu velório antes de dar o selinho que ficou famoso em todo país como o último que ela recebeu. Após o pedido de perdão a beira do caixão da amiga, Silvio disse emocionado: ‘Ela me perdoou’. Esse episódio que narra a despedida de Silvio e Hebe foi contado para Marcello pela empresária e amiga Lilian Gonçalves.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com