in

Luisa Mell coloca culpa no governo Bolsonaro por escassez de ajuda pública ao seu instituto

Montagem: i7 Network

Luisa Mell fez novas críticas às ações de Jair Bolsonaro e culpou o presidente pela falta de ajuda pública para o seu instituto, que cuida de animais abandonados. “Tenho muita dificuldade em conversar com esse governo, porque temos linhas de pensamento muito divergentes em relação à preservação do meio ambiente e aos animais”, declarou Luisa.

Publicidade

Durante uma entrevista para o SBT MG, que será exibida no próximo dia 14, a ativista que defende os animais também afirmou que teve que lutar para conseguir a confiança do público, que não acreditava na relevância do seu trabalho.

Luisa ficou nacionalmente conhecida quando apresentou o programa Late Show, na Rede TV, no início dos anos 2000, no qual resgatava animais que estavam sofrendo maus-tratos dos donos. As reações que ela expressava quando encontrava algum cachorro doente ou abandonado viraram memes várias vezes.

Publicidade

Ela completou que as pessoas que zombavam dela, hoje a apoiam. Luiza chegou a fazer parte da operação resgate do instituto Royal há nove anos, uma das mais importantes e conhecidas. Foram resgatados inúmeros animais e foi a primeira vez que a causa animal foi discutida em todo país.

Publicidade

Essa não foi a primeira vez que Mell se indispôs com assuntos que envolvem o presidente. No ano passado, a ex-apresentadora chegou a bater boca com o maquiador Agustin Fernadez, que é amigo do presidente.

Publicidade

A ativista fez elogios a Michelle Bolsonaro por ter adotado dois cachorros, mas perguntou sobre os depósitos que Fabrício Queiroz fez em sua conta. O profissional de beleza não gostou e chamou a ex-apresentadora de ‘víbora’ na época.

Publicidade
Publicidade
Publicidade