in

Atriz passa no meio de manifestação em SP: ‘Fui chamada de comunista, medrosa e escrava do Doria’

Twitter Angela Dippe

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta semana que todo o estado entra na fase vermelha do combate à pandemia do coronavírus a partir da meia-noite deste sábado (6). A decisão acontece em meio ao crescimento do número de casos e de mortes por Covid-19 em todo o estado.

Publicidade

Embora muita gente concorde com a decisão de Doria, há quem não concorde. Alguns manifestantes se reuniram na avenida Paulista, nesta sexta-feira, para protestar contra a decisão que consideram autoritária. No momento em que os manifestantes se reuniam, a atriz Angela Dippe passava pelo local.

Com o celular na mão, ela filmou as pessoas aglomeradas, sem máscara, protestando contra o fechamento dos serviços não essenciais em todo o estado. Angela, que também é bailarina e escritora e ficou conhecida pela personagem Penélope, na série infantil Castelo Rá-Tim-Bum, foi execrada.

Publicidade

“Agora às 18h20 na avenida Paulista, voltando pra casa com duas máscaras no rosto, fui chamada de comunista, medrosa e escrava do João Doria”, escreveu a atriz. O post viraliou e já recebeu 20 mil curtidas, oito mil comentários e quase três mil compartilhamentos. Angela recebeu apoio dos internautas.

Publicidade

“É só pesquisar que a maioria ai é assessor em algum gabinete ou ‘trabalha’ em terceirizada. Olha a câmera que usam, isso ai é bancado com dinheiro público. Se a imprensa for atrás vai achar um por um em folha de pagamento”, escreveu um internauta. O homem que mostra a língua no vídeo tem um perfil na rede social e se identifica como Piva Patriota.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!