in

Delegado traz novos detalhes sobre morte de assessor de Leonardo: ‘chegamos à conclusão’

Instagram Leonardo

A morte de Nilton Rodrigues da Silva, o Passim, continua repercutindo. Passim era assessor do cantor sertanejo Leonardo e morreu em um dos cômodos da fazenda Talismã, de propriedade do cantor, em Jussara, cidade do estado de Goiás.

Publicidade

A Polícia Civil de Goiás investiga o caso e novos detalhes foram divulgados. A primeira informação que chama a atenção é que Passim foi atingido por dois tiros e não apenas por um. O assessor de Leonardo manuseava uma arma de fogo quando tudo aconteceu.

De acordo com a polícia, o homem de 60 anos manuseava uma pistola Glok 380. O primeiro disparo atingiu sua mão. Quando a arma caiu no chão, outro disparo foi feito e atingiu a virilha de Passim. Ele estava em uma suíte da fazenda e se dirigiu ao banheiro para tentar estancar o sangue. No local, ele sangrou até morrer.

Publicidade

O delegado Kléber Toledo, responsável por investigar o caso, afirmou que os disparos foram feitos às 2h de quinta-feira (4). O corpo foi encontrado às 12h30. “Chegamos à conclusão preliminar que a morte, infelizmente ocorrida, decorreu de um manuseio incorreto e imprudente de arma de fogo”, afirmou delegado.

Publicidade

A Polícia descartou que Passim tenha tirado a própria vida. Nesta sexta, Leonardo se manifestou pelas redes sociais e afirmou que está arrasado com a morte do amigo. Leonardo recebeu apoio dos fãs neste momento difícil. Passim era considerado integrante da família. Zé Felipe, filho de Leonardo, também se manifestou sobre a morte. Poliana Rocha, esposa do sertanejo, demonstrou estar arrasada com o que aconteceu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!