in

Morre, aos 65 anos, grande nome do jornalismo que fez história na Rede Bandeirantes

Pinterest

O país perdeu um grande nome da televisão que fez história na Rede Bandeirantes. Ele atuou como diretor de Esportes da emissora até o ano de 2018, após acabou sendo promovido com diretor-geral do canal, cargo que deixou no mês de maio do ano seguinte. O jornalista Juca Silveira, morreu aos 65 anos.

Publicidade

O velório e cremação do jornalista aconteceu neste domingo, 21 de fevereiro. A cerimônia ocorreu no crematório Jardim da Colina, que fica localizado na cidade de São Bernardo do Campo, região da Grande São Paulo. Juca Silveira trabalhou por 33 anos no Grupo Bandeirantes e teve uma participação importante durante coberturas de Jogos Olímpicos e Copas do Mundo.

O jornalista foi responsável por atuar em transmissões de jogos da NBA, a liga de basquete americano, quando houve o auge da modalidade na época em que o ícone Michael Jordan ainda jogava na liga. José Carlos da Silveira Júnior iniciou a sua carreira no Grupo Bandeirantes no ano de 1986. Ele saiu da emissora no ano de 2019, quando foi dispensado por desentendimento na emissora.

Publicidade

Na época, foi noticiado na mídia que o jornalista teria provocado irritação no apresentador do Brasil Urgente, José Luiz Datena. O motivo teria sido devido a uma indefinição sobre o lançamento do Primeiro Jornal, em que a apresentação estaria sob a responsabilidade do filho do apresentador, Joel Datena.

Publicidade

Depois de acontecerem vários adiamentos, o filho do apresentador do Brasil Urgente foi deslocado para outra atração da emissora. Já o Primeiro Jornal somente retornou a grade da Bandeirantes no mês de março de 2020, sob o comando do jornalista João Paulo Vergueiro.

Publicidade

Apesar dos conflitos, Juca Silveira nunca atribuiu o seu desligamento da Band ao Datena. Na ocasião, o jornalista afirmou que tinha ótimas lembranças da casa e deixou claro que saia com a sensação de dever cumprido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade