in

Cantor e esposa grávida que morreram vítimas da Covid-19 recebem homenagens comoventes nas redes sociais

G1

O caso de morte do cantor André Junio, de 34 anos, e da esposa dele que estava grávida, gerou forte comoção entre familiares, amigos e fãs. Internados juntos no dia 8 de fevereiro, o casal acabou não resistindo às complicações da Covid-19 e morreram com um intervalo de apenas dois dias de um para o outro.

Publicidade

A equipe médica ainda tentou salvar o bebê em um parto de cesárea, mas ele também não resistiu. Tammy Ferreira, de 33 anos, estava grávida de sete meses, e trabalhava como técnica de enfermagem. Logo após descobrir o diagnóstico positivo para a doença, a profissional foi afastada de suas atividades no Hospital de Queimaduras, em Goiânia.

No início da gestação, ela já tinha sido remanejada para uma função administrativa na unidade, justamente por integrar o grupo de risco da doença. Ela foi sepultada no Maranhão

Publicidade

Homenagens

Nas redes sociais, diversos familiares, amigos e pessoas que se solidarizaram com o triste caso fizeram publicações emocionantes lamentando as mortes de André Junio, Tammy e do bebê, que se chamaria Joaquim.

Publicidade

Em entrevista ao portal G1, Leandro Venancio, amigo e diretor da banda em que Juninho era vocalista lamentou o ocorrido.

Publicidade

“Ele era um cara extrovertido, querido por todos. Goiânia inteira estava mobilizada em corrente de oração pela recuperação dele”, disse o diretor.

Em homenagem ao cantor, a Banda Leave decretou luto oficial de sete dias.

Juninho foi intubado no dia seguinte a morte da esposa (17/2) e o quadro de saúde dele evoluiu para gravíssimo. Na sexta-feira (19/2), o cantor não resistiu às complicações da doença e morreu. A família do cantor faz uma campanha solidária para os custos fúnebres.

Publicidade
Publicidade