in

‘Deslealdade e sem confiança’: assim Biel é apontado por elenco do filme Vitrine Humana, após deixar ‘A Fazenda’

UOL

Antes de entrar no reality A Fazenda, da RecordTV, o cantor Biel – que já tinha sua imagem desgastada por uma série de problemas e denúncias – buscava se recolocar no mercado e mudar a sua imagem. Para isso, foi traçada uma estratégia que incluía conciliar a música com uma possível carreira de ator. A ideia partiu após o rapaz gravar um clipe em que atuava também. 

Publicidade

Foi por esse motivo que uma pessoa ligada à equipe do cantor à época entrou em contato com o escritor e autor de novela Sílvio Cerceau, um dos responsáveis pela idealização e sinopse da trama global “O Sétimo Guardião”, exibida na TV Globo.  Na ocasião, foi pedido uma chance para Biel atuar. Com muitas resistências por parte de praticamente todo elenco, o autor do livro Vitrine Humana acabou concordando em levar o artista para protagonizar a adaptação da história que levará para o cinema e os canais de streaming esse ano. 

A parceria foi amplamente divulgada por toda imprensa, principalmente depois que Biel gravou um vídeo ao lado do autor e divulgou na televisão, no programa A Tarde é Sua – apresentado pela jornalista Sônia Abrão – em âmbito nacional. No vídeo, Biel aparecia ao lado de Cerceau, agradecia pelo convite e divulgava sua própria participação no filme que conta a dura história e dilemas de um garoto de programa.

Publicidade

Depois de um mês, o cantor teve a participação confirmada em A Fazenda. Àquela altura, o elenco já se reunia para realização das rodas de leitura do texto, quando Biel passou a ter uma atenção especial em relação ao cronograma do filme em razão da atração, sendo dispensado e remarcado toda sua participação e oficinas para depois do reality. Entretanto, após a divulgação para toda imprensa, ao deixar o reality da RecordTV, o cantor passou cerca de um mês sem dar qualquer tipo de retorno à direção do filme, sem responder telefonemas e mensagens, e somente depois de um longo tempo informou apenas que não tinha mais interesse na obra, deixando toda produção e elenco de queixo caído pela “deslealdade e falta de profissionalismo”.

Publicidade

Este colunista conversou com diversas pessoas envolvidas no filme. Todos confirmaram que avisaram ao autor do projeto Sílvio Cerceau que o jovem “não teria responsabilidade, mas a direção retornou que ia dar um voto de confiança para o Biel”. Isso porque, conforme ressaltado na coluna, o próprio cantor havia divulgado em vídeo, em Belo Horizonte, sua participação no filme – quando ainda estava em baixa na mídia – para todo Brasil.

Publicidade


“Foi uma pessoa ligada a ele que pediu, como uma favor, pra que dessem uma chance a ele, pois tinha acabado de gravar um clipe e havia se interessado pela carreira de ator, uma vez que a música não estava mais emplacando em face das polêmicas que ele havia se envolvido ao longo dos anos”,
contou uma fonte.

Aliás, a própria imprensa estava indignada com o ator após ser acusado de assediar uma repórter. Após denunciar o artista, a profissional, que era do prestígio de todos os colegas, foi demitida.

Preconceito velado na desistência do filme

A coluna apurou que Biel, depois de muito tempo sendo procurado, justificou ao sair de A Fazenda que não tinha mais interesse em realizar o filme, pois a temática gay envolvendo seu personagem como garoto de programa não seria boa para sua imagem. A justificativa deixou a equipe e elenco bastante indignada. Todos sentiram um preconceito velado.

“Foi um choque. Nós avisamos que, na época, ele só queria mídia e estava sendo algo que, de fato, nunca foi”, disse um dos artistas envolvidos na obra.

E não deu outra: muitas pessoas ligadas à obra foram ao autor Sílvio Cerceau dizer que não foi falta de aviso ao confiar em Biel. Em contato com uma fonte ligada a produção, a história foi toda confirmada.

“O retorno que o Sílvio nos dá é que está com a consciência tranquila, pois pelo menos tentou ajudar e dar uma chance, por meio de um voto de confiança a quem o procurou, e que isso é uma atitude nobre, uma vez que, naquele momento, toda imprensa virava a cara para ele”, disse outra fonte. 

Ela conta ainda que para facilitar a vida de Biel com A Fazenda conciliaram a agenda das rodas de leitura e a forma como ele se comunicou foi a pior possível, sem nenhuma consideração. Ele passou a ignorar e a tiveram que insistir durante 21 dias consecutivos um retorno dele sem nenhuma resposta. As mensagens ignoradas todo esse tempo deixou todo mundo inseguro em relação ao rumo que o filme iria tomar.

“A impressão que dava é de que ele achava que sem resposta a figura dele ia cair no esquecimento e ninguém ligar mais. Isso é o cúmulo da falta de responsabilidade, falta de confiança e ingratidão com um pedido que fizeram à direção do filme para ele participar. Foi gente dele que procurou o filme, não o filme que o procurou, e isso é uma atitude extremamente reprovável”, complementou outra pessoa ligada a obra, afirmando que acompanhou o caso diariamente.

“Como uma pessoa não pode tirar três minutos do dia para responder um compromisso tão sério?”, indagou outra fonte.

Sobre como essa história termina, as pessoas contatadas pela coluna informaram que a equipe e elenco do filme estão ainda mais unidos pela produção da obra. E que, na verdade, todos estão aliviados porque nunca quiseram, de fato, trabalhar com Biel.

“Ninguém queria vincular a imagem a ele, mas respeitávamos porque era a escolha do autor da obra. Então ficamos aliviados. A gente tinha muito medo que ele trouxesse problemas pro filme ao longo das gravações, e a vida entregou esse presente pro filme, que tudo acontecesse sem que um real do orçamento já tivesse sido gasto em prol dessa pessoa”, disse um produtor.

Quem será o novo protagonista?

A direção ainda não tem o nome certo para substituí-lo. A coluna apurou que reuniões estão sendo realizadas diariamente para que um “grande ator seja escolhido. Um profissional que tenha bom histórico de responsabilidade, imagem e profissionalismo”. Segundo essa fonte, não deve ser um novo nome a ser lançado no cinema, uma vez que a experiência pela descoberta de “novos talentos” foi frustrada após a desistência do cantor.

A coluna conseguiu contato com o autor do filme Sílvio Cercau, mas ele preferiu não comentar o caso.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Alessandro Lo-Bianco

Passou pelas redações da BandNews, Editora Abril, Jornal O Dia, Rádio CBN, Jornal O Globo e RecordTV. Autor de 11 livros, é atualmente colunista do programa A Tarde é Sua da Rede TV! Tem nove prêmios de Jornalismo, dois cachorros e é pai de menina.
Instagram: @AlessandroLoBianco