in

Jogadores que morreram em acidente estavam viajando separados por falta de passagem; ninguém sobreviveu

G1/Montagem

Na manhã desta domingo (24/01) foi noticiada uma grande tragédia no Brasil. Um avião que levava jogadores para disputar campeonato acabou indo ao chão e matando a equipe do Palmas Futebol Clube, assim como o presidente do time.

Publicidade

A aeronave estava se deslocando com destino à cidade de Goiânia, no estado de Goiás, para realizar uma partida de futebol. Infelizmente, o avião caiu em Luzimangues, distrito do município de Porto Nacional, no Tocantins.

O Palmas iria jogar contra Vila Nova, disputando a Copa Verde. Após a tragédia, a Confederação Brasileira de Futebol adiou a partida e escreveu uma nota demonstrando tristeza e solidariedade com os familiares das vítimas.

Publicidade

O avião que caiu era de propriedade do presidente do Palmas. Quatro dos jogadores estavam indo com ele para Goiânia porque não havia mais vagas no avião que iria levar o restante da equipe, considerando que a Confederação disponibilizou apenas 23 passagens aéreas para a equipe.

Publicidade

O avião que iria levar os outros membros do time estava marcado para decolar ás 18h00 deste domingo. O palmas emitiu um comunicado lamentando o ocorrido e se colocou à disposição dos familiares das vítimas.

Publicidade

Até o presente momento, não há informações a respeito de quando deverá acontecer o velório das vítimas, assim como seu sepultamento. Nas redes sociais, diversos clubes brasileiros escreveram notas de pesar pela trágica morte dos jogadores. Além dos atletas e do presidente do clube, também faleceu o comandante da aeronave.

Estavam a bordo do avião os jogadores Guilherme Noé, Lucas Praxedes, Ranule e Marcus Molinari. Lucas Meira era o presidente da equipe e Wagner Machado era o piloto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.