in

CNN perde audiência com estreia de novo quadro com Caio Coppolla

Reprodução/CNN Brasil

Uma das maiores emissoras de TV do mundo, a CNN estreou sua filial no Brasil em 2020 e, uma de suas marcas registradas, foi o debate entre pessoas com o espectro político diferente. Inicialmente, Caio Coppolla e Gabriela Prioli se tornaram o centro das atenções na emissora por divergirem nos seus comentários, o que chegou a atrair muita audiência.

Publicidade

Após isso, o canal apostou num quadro chamado “Liberdade de Opinião”, apresentado em dois blocos onde um jornalista de esquerda e outro de direita comentavam notícias. Sidney Rezende no primeiro espectro e Alexandre Garcia no segundo.

Com isso, o canal optou por estrear uma outra versão do quadro, num horário diferente, desta vez durante o programa “Visão CNN”, apresentado por Carla Vilhena, que mostraria os comentários de Caio Coppolla e da nova contratada, Rita Lisauskas. Porém, os números não mostraram uma boa reação do público.

Publicidade

Com exibição entre as 14h30 e 15h07, o quadro fez a audiência cair, quando posta a comparação com as demais segundas-feiras de 2021. O programa caiu para a 18ª colocação, enquanto a maior concorrente, GloboNews, apresentava o Estúdio I e se consolidava em segundo lugar. No total, o programa causou um estrago de 23% na audiência da CNN Brasil.

Publicidade

Na duração total do jornal, entre 12h45 até 15h30, foram 32,7 mil assinantes na média, ante 243 mil na GloboNews. Em São Paulo, a faixa do quadro marcou 0,42 contra 1,27 do canal a cabo da Globo.

Publicidade

A CNN movimenta sua faixa vespertina para tentar bater a audiência quase intocável de Maria Beltrão no Estúdio I.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.