in

Depois da Globo, Record critica Bolsonaro por postura diante da vacina chinesa: ‘pela primeira vez’

Reprodução/Jornal da Record

Mesmo sendo aliada do governo Bolsonaro, a Record TV não defendeu o presidente da República diante do início das campanhas de imunização contra a Covid-19 no Brasil.

Publicidade

Vale lembrar que o principal telejornal da emissora evitou ao máximo falar sobre o conflito recente entre o governador de São Paulo, João Doria, e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Contudo, ao divulgar noticias envolvendo as campanhas de vacinação, o telejornal, usando muito cuidado e sutileza, acabou criticando algumas posturas do presidente.

Lembrando um fato de outubro de 2020, quando Bolsonaro atrapalhou a negociação para a compra da CoronaVac, o “Jornal da Record” destacou a falta de entusiasmo do mandatário diante da notícia da aprovação da vacina pela Anvisa, que foi divulgada no último domingo, 17.

Publicidade

Christina Lemos, apresentadora do programa jornalístico, ressaltou que Bolsonaro demorou um dia para comentar sobre a decisão tomada pela Anvisa. Na segunda-feira, 18, a jornalista disse que o presidente havia se posicionado “pela primeira vez”, sobre a aprovação das vacinas.

Publicidade

Depois disso, o telejornal transmitiu um vídeo em que o mandatário afirma que a vacina não pertence a nenhum governador, “é do Brasil”. Após a declaração do presidente, a repórter Renata Varandas destacou que a frase marca uma mudança de posição de Bolsonaro. Neste momento, ela destaca que, em outubro, o presidente chegou até a suspender um acordo realizado do Ministério da Saúde com o Instituto Butantan para a compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac.

Publicidade

Além disso, Varandas também ironizou a resposta do vice-presidente Hamilton Mourão sobre o que ele teria sentido ao ver a primeira pessoa sendo vacinada no país. “Eu não sinto nada disso aí”, respondeu o general. Para ironizar a fala de Mourão, a repórter afirmou que ele “foi econômico nas palavras”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade