in

Mulher diz que morreu por 37 segundos após dar à luz e detalhe revelado em série causa arrepios: ‘Vi espíritos’

UOL

O caso de Stephanie Arnold, moradora de Chicago, nos Estados Unidos, voltou a ganhar repercussão nos últimos dias após a história dela ser retratada na série documental “Surviving Death”, da Netflix, que analisa experiências de quase morte, fenômenos paranormais e reencarnação. Em 2013, a mulher relatou ter protagonizado uma experiência paranormal, tendo morrido por 37 segundos.

Publicidade

A série, que entrou no ar na plataforma de streaming no dia 6 de janeiro, conta que Stephanie tinha premonições “de que morreria ao dar à luz” bem antes de nascer o seu segundo filho. 

Segundo o jornal britânico Daily Star, a mulher começou a ter premonições quando ela tomou conhecimento de que tinha um quadro chamado de “placenta prévia”, que pode ocasionar um parto prematuro e hemorragia. Desde o recebimento da notícia, Stephanie passou a alertar o marido sobre a sensação de que algo ruim estava para acontecer. 

Publicidade

Semanas mais tarde, a mulher de fato esteve bem próxima da morte. O coração dela ficou sem batimentos pouco tempo depois no nascimento do filho Jacob. Em relato à série da Netflix, Stephanie detalhou a experiência paranormal vivida. 

Publicidade

“Tudo veio em um filme 3D e eu podia realmente me ver fora do meu corpo. Nessa outra dimensão, as relações espaciais se rompem. Não há teto, não há paredes. E então, eu vi espíritos por toda parte — minha avó, que faleceu quando eu tinha 10 anos. O irmão de minha mãe, que também apareceu”, disse Stephanie. 

Publicidade

Coma induzido

A mulher ficou desacordada por seis dias, por conta de uma insuficiência renal. Após acordar, Stephanie teve que passar por um longo processo de recuperação, reaprendendo a andar, falar e retomando a memória, até se recordar da experiência espiritual vivida. 

Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade