in

Morte do apresentador Stanley Gusman por Covid é associada a Bolsonaro e repercute

Reprodução TV Alterosa / Agência Brasil

A morte do apresentador Stanley Gusman, da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, repercute nas redes sociais. Aos 49 anos, o comunicador morreu por complicações da Covid-19 neste domingo (10). Stanley estava internado desde o dia 4 de janeiro no Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte.

Publicidade

O apresentador foi diagnosticado com a Covid antes da virada do ano. Stanley tinha dado algumas declarações polêmicas sobre a doença e era considerado negacionista. Apoiador de Jair Bolsonaro (sem partido), Stanley concordava com o presidente em quase tudo.

Antes do Natal, por exemplo, ele afirmou que iria passar a data com os pais idosos, ao contrário das recomendações das autoridades de saúde. Stanley também criticava as medidas de isolamento propostas pelo prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kallil.

Publicidade

Após a morte, muitos internautas associaram à fatalidade ao presidente Bolsonaro. “Stanley Gusman foi mais um que Bolsonaro convenceu a não tomar a vacina, aglomerar, não usar máscaras, cloroquina, ivermectina”, comentou um internauta no Twitter.

Publicidade

“Stanley Gusman era apresentador da TV Alterosa, em Minas Gerais, era negacionista científico e apoiador do presidente Jair Bolsonaro. Estava, inclusive, fazendo campanha contra as vacinas. Era. Porque, infelizmente, ele morreu de coronavírus”, escreveu mais um.

Publicidade

Até o fechamento desta reportagem, o presidente Jair Bolsonaro não havia se manifestado sobre a morte de seu famoso apoiador. O Brasil registra mais de 200 mil mortes em decorrência da Covid-19. A pandemia começou em março, mês em que foi registrada a primeira morte no país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!