in

Cirurgião das celebridades morre vítima da Covid-19 após paciente tossir em seu rosto; caso gera comoção

O Tempo

Figura bastante conhecida no mundo das celebridades em Beverly Hills, o cirurgião plástico Payman Simoni morreu vítima da Covid-19, nos Estados Unidos. De acordo com informações do jornal TMZ, o médico acabou sendo infectado pela doença após uma paciente tossir em seu rosto durante a execução de um procedimento estético. 

Publicidade

O periódico aponta que o profissional estava realizando um procedimento labial, quando a paciente não se conteve e expeliu partículas do vírus. Ela não fazia o uso de máscara por conta do procedimento. De acordo com testemunhas, mesmo diante do cenário de pandemia, Simoni seguiu com os atendimentos normalmente em seu consultório. 

Publicidade

No local onde atendia os pacientes, o médico aferia a temperatura corporal, e o clientes preenchiam um formulário. O teste para a Covid-19, no entanto, não era solicitado. Dias depois do episódio, a mulher e o cirurgião acabaram testando positivo para a doença. 

Publicidade

Isolado para cumprir a quarentena, o Payman Simoni passou a sentir sintomas mais graves da doença, sendo internado em uma unidade hospitalar em Los Angeles. Depois de semanas lutando contra o vírus, o médico não resistiu e morreu na última sexta-feira (8), aos 50 anos. 

Minimizou

Apesar de não ser negacionista sobre a pandemia, Payman Simoni costumava minimizar os números da Covid-19. Nas redes sociais, ele chegou a afirmar que o pânico era mais prejudicial às pessoas do que o próprio vírus, enfatizando que os dados noticiados só causavam pânico e alarde desproporcional. 

Os Estados Unidos figuram como a nação mais impactada pela pandemia do coronavírus na escola global, computando mais de 374 mil mortes em decorrência da doença, e um total de infectados que já ultrapassa a casa de 22 milhões. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade