in

Cantora do Boi Garantido morre de covid-19, dias após dar à luz ao primeiro filho

Instagram/@boigarantido

Dias após dar a luz à seu primeiro filho, a cantora Roci Mendonça, de 39 anos, uma backing vocal do grupo do Boi-Bumbá Garantido, do famoso Festival de Parintins, no Amazonas, morreu vítima de complicados da covid-19.

Publicidade

De acordo com informações divulgadas pelo jornal A Crítica, de Manaus, a cantora permaneceu internada em uma unidade hospitalar do município desde o final de dezembro do ano passado. Ao ser internada, Roci estava na reta final da gravidez do seu primeiro filho, por isso, acabou sendo submetido a uma cirurgia de emergência no dia 31 de dezembro, na maternidade Ana Braga, para o nascimento da criança. O bebê da cantora nasceu prematuro de 7 meses, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas passa bem e não corre risco de vida.

Na sexta-feira, 8, a artista sofreu três paradas cardíacas e foi reanimada com sucesso pela equipe médica, no entanto, ela voltou a sofrer outra parada cardíaca no sábado, 9, e não resistiu. Na manhã deste domingo, 10, o corpo da cantora foi enterrado no cemitério Recanto da Paz, localizado em Manaus.

Publicidade

Rafael Marupiara, outro integrante do grupo Garantido, morreu na quinta-feira, 7. Além disso, o levantador de toadas David Assayag também contraiu o vírus e segue internado na UTI de um hospital do munícipio. A também levantadora de toalhas Márcia Siqueira, o diretor musical do grupo, Enéas Dias e o colaborador e compositor, Rubens Alves, também estão com o covid-19.

Publicidade

Publicidade

O grupo Boi Garantido usou seu perfil oficial no Instagram para se despedir de Roci, através de um texto, assinado pelo presidente do grupo, Antônio Andrade, e pela vice-presidente, Ida Silva.

Publicidade
Publicidade