in

Dois dias após o filho, pai de rapper famoso também morre por Covid-19 e família fica desolada

Quem

A família do rapper Enéas Enézimo teve uma semana dolorosa. Após a morte do artista ocorrida na última terça-feira (15), por conta de complicações da Covid-19, o pai dele, José, também não resistiu à doença e veio à óbito nesta quinta-feira (18).

Publicidade

Em post realizado em suas redes sociais, o rapper Emicida lamentou o ocorrido e desejou força aos familiares de Enézimo. 

“No início dessa semana, perdemos nosso irmão Enézimo. Hoje, infelizmente, seu pai que também estava internado, não resistiu e também nos deixou. Descanse em paz, seu José”, disse Emicida no Twitter. O rapper é amigo próximo da família. 

Publicidade

Também nas redes sociais, a produtora e gravadora “Pau de Dá em Doido”, a qual Enézimo representava lamentou a morte de José. 

Publicidade

“Infelizmente, nosso querido sr. José, pai do gigante Enézimo, não resistiu e nos deixou no dia de hoje, 17 de dezembro de 2020”, disse a produtora. 

Publicidade

Carreira

Falecido aos 46 anos, Enézimo exercia também a função de produtor cultural, atuava na Fundação Casa como arte educador e concorreu às Eleições municipais deste ano, pleiteando o cargo de vereador em uma candidatura coletiva do PSOL, em Santo André, região do ABC Paulista.

Neste ano, Enézimo havia lançado duas músicas com a produtora independente Pau de Dá em Doido: “De Janeiro a Janeiro” e “Basquete de Rua”. 

Diagnosticado com a Covid-19, o artista foi internado no dia 30 de novembro em um hospital de campanha em Santo André, mas acabou não resistindo às complicações da doença, embora não tenha apresentado quadro de gravidade no início da infecção. A morte dele foi bastante lamentada por artistas do cenário musical, familiares, amigos e fãs. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade