in

Jornal Nacional comunica a morte de grande nome da música brasileira

Reprodução Globo

O Jornal Nacional levou ao ar a notícia da morte de um grande nome da música brasileira. Coube ao apresentador André Trigueiro, que está substituindo William Bonner no telejornal, dar a notícia ao vivo no principal jornalístico da TV brasileira. A notícia repercutiu em todo o Brasil.

Publicidade

“Morreu hoje, vítima da Covid, um mestre do samba. O músico Ubirany, um dos fundadores do grupo Fundo de Quintal”, anunciou André Trigueiro. Em seguida, entrou no ar a reportagem de Hélter Duarte, que contou parte da história de vida de Ubirany. Ele tinha 80 anos.

Por causa da idade, Ubirany fazia parte do grupo de risco para a Covid-19. Ele foi internado, ficou alguns dias no hospital, o quadro se agravou e ele não resistiu. Ubirany fundou o grupo Fundo de Quintal nos anos 1960 ao lado do irmão, Bira Presidente, e de outros músicos.

Publicidade

Jornal Nacional destaca morte de Ubirany

Ubirany morreu aos 80 anos, vítima da Covid, e o Jornal Nacional destacou que ele era um músico sem vaidades, que dava espaço para os seus companheiros brilharem. Ao longo dos anos, o introdutor do repique de mão, teve Sombrinha, Arlindo Cruz e outros grandes nomes do samba como companheiros.

Publicidade

A reportagem do Jornal Nacional mostrou vídeos postados por Jorge Aragão, que também fez parte do Fundo de Quintal, e Zeca Pagodinho, lamentando a morte do amigo querido. Como Ubirany morreu de Covid-19 e o Brasil está vivendo um momento de crescimento dos casos e de mortes por Covid, os fãs não puderam se despedir do músico no velório e enterro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!