in

Exclusivo: esquenta disputa milionária entre Giovanna Antonelli e marca de sandálias

Diário do Nordeste

Está cada vez mais acirrada uma batalha judicial que vale milhões de reais envolvendo a atriz Giovanna Antonelli e uma marca de sandálias. A atriz foi contratada para ser a garota propaganda do lançamento de uma nova linha de chinelos da marca. Além de estar as principais campanhas, a artista marcaria presença em eventos e divulgaria o produto em seu Instagram. Os chinelos seriam lançados nas lojas no verão de janeiro de 2020. O contrato foi feito atendendo todas as exigências da atriz. Este colunista obteve com exclusividade os documentos. Confira:

Publicidade

Tão logo foi desenvolvido a plano da campanha publicitária, a atriz foi contratada e a produção começou. No total foram gastos R$ 81 mil para preparar a companha, e o cachê da atriz seria pago através de participações nas ações da empresa. Ocorre que a empresa ingressou na Justiça contra Giovanna Antonelli, pois faltando pouco tempo para o lançamento da campanha a atriz teria enviado uma notificação extrajudicial para marca proibindo a veiculação da sua imagem e desistindo da ação. Confira:

A empresa alega que poucos dias antes da atriz desistir, os advogados que cuidavam da empresa e foram responsáveis pelo contrato da atriz foram desligados em retaliação, teriam procurado a atriz e “manipulado” a artista para desistir da campanha com inverdades sobre o grupo.

Publicidade

Após mostrar à Justiça os gastos com a atriz, a marca de sandálias pediu de Giovanna uma multa indenizatória de R$ 500 mil e também o pagamento por danos materiais de R$ 81 mil. 

Publicidade

Giovanna Antonelli se defende da acusação e aponta escândalo e corrupção na empresa

Em sua defesa, a atriz justificou que descobriu que a empresa apresenta pendências bancárias na conta-corrente em razão de saídas sem documentos correspondentes, impactando no resultado da sociedade empresária, por isso não tinha mais interesse em fazer parte do quadro de acionistas. Foi mais além: acusou a empresa de “envio de produtos aos Estados Unidos sem a devida escrituração e sem o pagamento dos impostos correspondentes e fechamento de loja nos EUA sem o envio de qualquer informação aos investidores”. A atriz ainda acusou no processo que “o sócio majoritário, SR. MANOEL ARTHUR VILLABOIM DA COSTA LEITE, tratava os demais sócios da sociedade empresária de modo ABSOLUTAMENTE desrespeitoso e antiético”.

Publicidade

O caso tem sentença prevista para o primeiro semestre de 2021. 

Publicidade

Escrito por Alessandro Lo-Bianco

Passou pelas redações da BandNews, Editora Abril, Jornal O Dia, Rádio CBN, Jornal O Globo e RecordTV. Autor de 11 livros, é atualmente colunista do programa A Tarde é Sua da Rede TV! Tem nove prêmios de Jornalismo, dois cachorros e é pai de menina.
Instagram: @AlessandroLoBianco