in

Jornalista conhecida morre após realizar procedimento estético no RJ; polícia investiga o caso

Pinterest

Figura bastante querida no jornalismo, Eloisa Leandro, de 41 anos, morreu na madrugada da última quinta-feira (10), após realizar um procedimento estético em uma clínica da Zona Norte do Rio de Janeiro. De acordo com familiares, a profissional da imprensa teria sofrido uma parada cardíaca após o procedimento de lipoaspiração. 

Publicidade

O sepultamento de Eloisa está marcado para esta sexta-feira (11), a ser realizado no Cemitério Parque da Paz, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. A Polícia Civil já iniciou a investigação do caso.

Depois de passar pelo procedimento estético, a jornalista passou mal durante o ato de transferência da sala de cirurgia para o quarto. Em contato com o UOL, amigos disseram ao que a profissional tomava remédios controlados para o coração.

Publicidade

Morte do filho

Em 2011, Eloisa Leandro passou por um grande trauma, quando acabou perdendo o filho, que foi  assassinado no bairro Raul Veiga, em São Gonçalo, próximo à casa do adolescente. Ele tinha 15 anos. Desde então, a jornalista lutou por justiça para encontrar os assassinos do filho único, que nunca foram encontrados.

Publicidade

Forte comoção

Nas redes sociais, diversos amigos e familiares de Eloisa lamentaram a morte trágica da jornalista, muitos pontuaram que ela foi ao “encontro do filho”

Publicidade

“Sei que está agora em um lugar melhor que esse, ao lado do seu amado filho. Que sua luz seja ainda mais brilhante e intensa”, desabafou uma amiga da jornalista.

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) também se pronunciou em nota, lamentando a morte da profissional. Segundo o órgão, Eloisa acumulava passagens por jornais como A Tribuna e O São Gonçalo. Atualmente, ela desempenhava a função de assessora de imprensa.

Publicidade