in

Exclusivo: Jojo Todynho entrou na Fazenda irritada com decisão da Justiça

Folha PE

A cantora Jojo Todynho – uma das participantes da atual edição do reality A Fazenda, da RecordTV – entrou na competição indignada com uma sentença dada pela Justiça poucos dias antes de entrar no confinamento.

Publicidade

A funkeira estava em São Paulo e havia marcado o voo de volta para o Rio de Janeiro às 14h. A aeronave iria decolar do aeroporto de Congonhas para um voo de 45 minutos até a chegada. Entretanto, poucos minutos antes do embarque, Jojo foi avisado por um funcionário da companhia aérea que seu voo precisou ser remarcado para às 18h20.

Depois de passar quatro horas no aeroporto esperando pelo novo voo, a cantora foi chamada junto aos demais passageiros para embarcar no avião. Ocorre que, para surpresa de todos, uma aeromoça informou que o avião não decolaria mais e que aquela viagem estaria cancelada, restando apenas aguardar pelo mesmo voo no dia seguinte.

Publicidade

Jojo se estressa com decisão

Passado alguns dias, Jojo Todynho ingressou com uma ação judicial contra a companhia aérea, e disse que perdeu um show que estava marcado justamente naquela noite, no Rio. Como prova, apresentou um comprovante de pagamento de R$ 10 mil. Por esse motivo, a funkeira pedia o ressarcimento do valor das passagens aéreas e também uma indenização de R$ 15 mil por danos morais.

Publicidade

Em sua defesa no processo, a companhia aérea justificou o cancelamento dizendo que as condições climáticas não estavam propícias e seguras para o voo. Para isso, anexaram aos autos matérias publicadas no site G1 registrando o péssimo tempo que fazia na cidade naquele dia.

Publicidade

Nas mãos da Juíza, a magistrada deu ganho de causa para Jojo, mas invalidou o pedido de danos morais feito pela cantora. Isso porque a juíza duvidou que, de fato, tivesse um show marcado no Rio naquela noite. Segundo a sentença, um simples documento de transação bancária não foram suficientes para provar a existência do show. A sentença destaca que não foi apresentado nenhum contrato, muito menos alguma publicidade sobre o show, uma vez que a cantora é pessoa pública com grande repercussão nas redes sociais. 

A sentença terminou reforçando que Jojo ganhava a causa. Mas, sobre o show, julgou que a artista não teria conseguido “provar minimamente o evento” e invalidou o pedido de R$ 15 mil feito pela cantora a título de danos morais. Jojo não gostou do resultado da sentença. Ela foi informada sobre o ocorrido às vésperas de entrar no confinamento, e a ordem foi para que os seus advogados apresentassem um recurso para invalidar a primeira decisão. 

Confira a seguir a sentença, e também o pedido de revisão da decisão feito pela Jojo.

O recurso foi julgado por três desembargadores. E todos eles votaram contra o pedido de Jojo e preferiram manter a sentença atual, que previa apenas o ressarcimento do valor das passagens de R$ 2.500. Indignada, Jojo solicitou momentos antes de ir pro hotel, que seus advogados entrassem com um novo recurso, um recurso extraordinário, o que foi feito. O caso agora segue tramitando na Justiça aguardando novamente um desfecho final. 

Publicidade

Escrito por Alessandro Lo-Bianco

Passou pelas redações da BandNews, Editora Abril, Jornal O Dia, Rádio CBN, Jornal O Globo e RecordTV. Autor de 11 livros, é atualmente colunista do programa A Tarde é Sua da Rede TV! Tem nove prêmios de Jornalismo, dois cachorros e é pai de menina.
Instagram: @AlessandroLoBianco