in

Floredelis fala sobre morte do marido:‘Sacrificou a vida dele para proteger a família’

Divulgação: Globo

Publicidade

O pastor Anderson do Carmo, marido da deputada e cantora gospel Flordelis, foi assassinado de maneira cruel neste domingo, 16 de junho. A morte trágica e completamente inesperada de mais um famoso deixou o Brasil perplexo.  

O crime aconteceu durante a madrugada, em Peddotiba, Niterói. O pastor foi morto aproximadamente às 4h. O religioso foi alvejado com vários tiros, pouco tempo depois de ter chegado em sua residência.

Publicidade

A polícia foi chamada com a informação de uma tentativa de homicídio. Quando os policiais chegaram, o pastor Anderson do Carmo já havia sido levado pelos familiares para o hospital. No entanto, devido à gravidade dos ferimentos, o religioso não resistiu e acabo falecendo.

Publicidade

Morte do Pastor Anderson do Carmo gera comoção

A ministra Damares Alves se pronunciou sobre a perda inesperada do pastor. Ela disse estar muito abalado e lamentou profundamente a morte do religioso. “Estou profundamente abalada com a notícia do assassino do meu querido amigo e pastor Anderson Carmo, esposo da minha também amiga deputada @Flordelismk. Uma pessoa ímpar, exemplo para tanta gente. Pai de 56 filhos, a maioria adotivos”, escreveu a ministra em sua rede social.

Publicidade

Wilson Witizel, governador do Rio de Janeiro, também se pronunciou sobre a morte do pastor. Ele fez questão de lamentar a perda repentina de Anderson do Carmo e ressaltou que o crime será investigado com rigor.

Flordelis se pronuncia

Abalada e aos prantos, Flordelis fez um desabafo emocionado sobre a perda do marido. Ela contou que o marido sacrificou a própria vida para salvar a família.

“Eu só fui dar um passeio com meu marido, só um passeio que acabou dessa forma, com ele perdendo a vida para tentar proteger a casa, a família. Ele tentou evitar, mas, infelizmente, abriu o portão da garagem. Ele tentou evitar que eles entrassem dentro de casa. Ele sacrificou a vida dele para proteger a família. Nós nunca tivemos arma dentro de casa. Meus filhos socorreram ele. Eu não pude ver. Não tinha condições emocionais”, disse a deputada.

A evangélica falou sobre a questão da violência no estado do Rio de Janeiro, pois mais um inocente perdeu a vida de maneira trágica. Ela fez questão de frisar que isso preciso ser mudado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.