in

Luciano vai aos prantos em primeira aparição após morte do pai: ‘Covid tirou o último abraço que podia dar’

GShow

A morte de Francisco Camargo, pai dos cantores Zezé Di Camargo e Luciano, ocorrida na última segunda-feira (23), causou forte comoção nacional. Internado desde o dia 10 de novembro, o aposentado voltou a apresentar complicações na saúde e acabou não resistindo. Diagnosticado com Covid-19 e isolado em sua residência em São Paulo, o filho Luciano não pôde comparecer à cerimônia para dar o último adeus ao patriarca.

Publicidade

Em vídeo exibido com exclusividade no Gshow e no programa “É de Casa”, o cantor fez a sua primeira aparição pública após o ocorrido. Além de relembrar momentos marcantes ao lado do pai, Luciano lamentou o fato de não poder tê-lo dado um abraço de despedida. 

Emocionado, Luciano não conteve as lágrimas ao desabafar sobre a perda do pai justamente em um momento onde ele não pode ter contato com ninguém.

Publicidade

“Essa Covid tirou de mim o último abraço que eu poderia dar no meu pai. A Covid tirou o meu último abraço no meu pai, a despedida, e também tirou aquele abraço de conforto, que até agora não recebi”, desabafou Luciano.

Publicidade

Pressentimento

Ainda na entrevista, Luciano disse que esteve com o pai um pouco antes do patriarca ser internado em um hospital de Goiânia. O fato se deu uma semana antes de Francisco morrer. Na oportunidade, Luciano disse ter tido uma sensação diferente, como se algo dissesse a ele que seria o último encontro com o pai. 

Publicidade

Além do quadro de enfisema pulmonar, Francisco Camargo apresentou complicações intestinais, e após ser identificado um sangramento abdominal, ele foi submetido a um procedimento cirúrgico, no entanto, não resistiu e morreu dias depois.

Publicidade
Publicidade
Publicidade