in

Morre Diego Maradona após parada cardiorrespiratória, e fãs mostram comoção em todo o mundo

OLE

Maior ídolo do futebol argentino e um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, o ex-jogador Diego Armando Maradona morreu na manhã desta quarta-feira (25), em sua residência. De acordo com informações do jornal argentino Clarín, o Pibe de Oro sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Publicidade

Maradona tinha 60 anos de idade, e recentemente vinha passando por problemas de saúde. Três dias depois de completar seis décadas, o ex-jogador precisou ser internado e passou uma cirurgia delicada para drenar uma pequena hemorragia no cérebro. O procedimento, apesar de sério, foi realizado com sucesso, e o ex-jogador passava bem, conforme relato do boletim médico.

Aparentemente melhor, o ex-jogador foi liberado para retornar para sua residência. O médico pessoal do ídolo argentino chegou até a tranquilizar os fãs. “Não o vi como gostaria de vê-lo. Mas você tem que ter calma, esta não é uma situação de emergência. O Diego está bem, mas pode estar melhor”, comunicou Leopoldo Luque, em entrevista à ESPN argentina.

Publicidade

Carreira

Símbolo de um espírito aguerrido, Maradona era ídolo incondicional na Argentina, sendo responsável pela conquista da Copa de 1986. Além disso, o ex-jogador teve uma passagem marcante pelo Napoli da Itália. Atualmente, o ídolo albiceleste trabalhava como técnico do Gimnasia La Plata, clube argentino; mas, por conta dos protocolos da Covid-19, vinha afastado de suas atividades por integrar o grupo de risco da doença.

Publicidade

O craque, inclusive, vivia em um rigoroso isolamento, como prevenção da doença, o cenário se tornou ainda mais intenso, após um segurança dele testar positivo para a Covid-19.

Publicidade

Comoção pela morte de Maradona

Assim que a notícia da morte foi divulgada, diversas homenagens surgiram nas redes sociais por todo o mundo.

Famosos e anônimos tornaram a morte de Maradona um dos assuntos mais comentados desta quarta-feira nas redes sociais. “Pra quem é aficcionado por futebol, é uma sensação mto estranha… Eu cresci vendo vídeos do Maradona, estudando sua carreira, vendo seus lances“, publicou Felipe Neto.

Informações sobre o velório e sepultamento do ídolo argentino ainda não foram divulgados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade