in

Após polêmica com Dia da Consciência Negra, Ana Maria ataca Carrefour e pede justiça por João Alberto

Reprodução - TV Globo

Um dia depois de gerar polêmica ao término do seu programa quando falou sobre o Dia da Consciência Negra, celebrado na última sexta-feira (20), a apresentadora Ana Maria Braga utilizou seu perfil no Instagram para se posicionar sobre o crime de assassinato de João Alberto Silveira de Freitas, no estacionamento do Carrefour.

Publicidade

Indignada como milhões de brasileiros por conta da ação criminosa praticada por dois seguranças do local, Ana Maria Braga teceu duras críticas e repudiou a ação, citando a mesma como mais uma em tantas já registradas na rede de supermercados nos últimos anos.  

“João Alberto Silveira Freitas teve a vida abreviada por um crime violento fruto de racismo. Eu repudio os episódios de violência acontecidos no Carrefour. Há mais de 10 anos não sou garota propaganda, mas entendo a minha responsabilidade como comunicadora de me posicionar para que o Carrefour assuma a responsabilidade por (mais esse) crime. Justiça para João Alberto”, disse a apresentadora do Mais Você.

Publicidade

Publicidade

Os seguidores de Ana Maria interagiram com a publicação da loira rapidamente, seguindo na mesma linha de raciocínio, lamentando o episódio violento registrado. 

Publicidade

Polêmica

Ao encerrar o programa Mais Você da última sexta, Ana Maria Braga entrou em contradição afirmando que não seria necessário o Dia da Consciência, e na sequência tentou se explicar que a comemoração era para ser feita todos os 365 dias.

Alguns internautas não reagiram bem à declaração da apresentadora, que na realidade foi creditada ao autor Thiago Saraiva.

Publicidade