in

Belo lutou contra filha na Justiça antes de prisão dela; detalhes são revelados

Criptonizando | Montagem: Rafael Ferreira

A prisão da filha do cantor Belo tem sido um dos principais assuntos comentados no mundo das celebridades. Estudante de Odontologia, a herdeira caçula do artista acabou sendo presa por suposto envolvimento em uma quadrilha que executava golpes bancários.

Publicidade

Abalado com a situação, Belo já se pronunciou duas vezes. Em um delas, o cantor disparou que a filha não tinha necessidade de se envolver com um crime pela vida confortável que tem, recebendo, segundo ele a quantia de 10 salários mínimos.

Na última sexta-feira (13), o jornal Extra informou que no ano passado, Belo e Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, brigaram na Justiça por conta de pensão. O cantor pediu uma redução do pagamento de 8,61 salários mínimos, sob a justificativa que vivia instabilidade financeira. O que diverge do quantitativo anunciado pelo artista na entrevista desta semana.

Publicidade

O processo de revisão do pagamento foi iniciado no Tribunal de Justiça de São Paulo e o veredicto foi publicado em setembro. Na ocasião, o cantor solicitou uma redução de quase R$ 4 mil, colocando como argumento a diminuição de shows e a dívida milionária que ele tem para com o ex-jogador Denílson, por conta de um processo antigo referente ao grupo Soweto.

Publicidade

A defesa da jovem, no entanto, pediu pela continuidade do pagamento de R$ 8,997,45, afirmando que Isadora utilizava quase 50% do valor apenas para custear o curso na faculdade.

Publicidade

Resposta negativa

Responsável por analisar o processo, o relator José Eduardo Marcondes Machado recusou a redução. Segundo ele, Belo não apresentou provas recentes que justificavam o expressivo corte na pensão. 

O relato ainda destacou na decisão o alto padrão de vida do cantor, enfatizando todo o luxo apresentado pelo artista nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade