in

Bonner e Renata abrem JN com notícias impactantes com Bolsonaro, morte e CoronaVac

Reprodução Globo

William Bonner e Renata Vasconcellos apresentam o Jornal Nacional diariamente na TV Globo. Depois de a edição de ontem ter terminado com a notícia de ultima hora dada por Bonner sobre a suspensão dos testes da CoronaVac, havia grande expectativa sobre a edição de hoje do JN.

Publicidade

A CoronaVac é a vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. Esta vacina está muito associada ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), inimigo político do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os testes desta vacina foram suspensos pela Anvisa depois que um voluntário morreu. A paralisação dos testes causou polêmica. De um lado, há quem defenda a paralisação e seja contra a vacina. Do outro, há quem diga que a suspensão dos testes teve motivação política.

Publicidade

Bonner e Renata começam JN com manchetes impactantes

Logo depois do tradicional boa noite, Bonner e Renata anunciaram as manchetes do dia. A primeira delas, lida por Renata, serviu para não deixar dúvida. “Foi por suicídio a morte do voluntário da testagem da CoronaVac”, disse a jornalista. “Mas o presidente Jair Bolsonaro erra ao atribui-la à vacina produzida no Instituto Butantan”, anunciou Bonner.

Publicidade

Em seguida, Renata afirmou que o comentário feito por Bolsonaro nas redes sociais causou espanto e repulsa. O Jornal Nacional também destacou nas chamadas que a taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil chegou ao menor patamar. Durante o telejornal, o jornalista Allan Severiano atualizou os números da pandemia no país.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!