in

Apresentadora Eliana abre o coração e fala sobre relação familiar em meio à pandemia: ’24 horas por dia’

MaisPB

A apresentadora Eliana, uma das grandes estrelas do SBT, abriu o coração sobre tudo o que tem enfrentado durante o isolamento imposto, por causa da pandemia do coronavírus. Ela concedeu uma entrevista a Crescer e falou sobre vários assuntos. Ela relembrou que começou a trabalhar muito cedo, aos 12 anos.

Publicidade

No entanto, foi com 14 anos que sentiu o peso da responsabilidade em ter que se empenhar ao máximo e ainda precisar ficar longe da família. A famosa disse que era bem difícil ficar longe de casa e, quando voltava, caia em prantos. Mas tinha certeza que amava seu trabalho e, por isso, encontrou forças para seguir em frente.

Ao ser questionada sobre ser mãe próximo aos 40 anos, a apresentadora Eliana respondeu que foi uma opção. O primogênito Arthur, fruto do seu casamento com João Marcelo, ela teve com 38 anos. Já Manuela, fruto da sua relação com o diretor Adriano Ricco, ela teve aos 44 anos. Antes da pequena Manu, a famosa sofreu um aborto espontâneo, o que foi um momento muito doloroso. A loira chegou a imaginar que não poderia mais ter filhos.

Publicidade

Contudo, após três meses, ela acabou engravidando novamente. A gestação teve algumas complicações, mas felizmente deu tudo certo. A pequena Manuela já completou três aninhos e está muito saudável. Em relação à educação dos filhos, a apresentadora afirmou que a base é a mesma e o que ela procura sempre ser um bom exemplo para os filhos.

Publicidade

View this post on Instagram

O dia foi agitado, começou com a Manu na porta do meu quarto perguntando: “Mãe? O coronga foi embora?” e logo Arthur tbm apareceu perguntando se podia abraçar. Foi um alívio estar com saúde ao lado deles. Mesmo na fé de que tudo ficaria bem, chorei algumas vezes por não poder colocá-la pra dormir e ele por me emocionar com os bilhetinhos e desenhos. Meu marido e minha irmã foram meu porto seguro nesta missão de cuidar, zelar e dar toda a atenção as crianças na minha “ausência”. Cuidaram tbm de mim com toda paciência. É importante eleger uma pessoa que não esteja no grupo de risco para levar e trazer comida para o “isolado” não circular pela casa. Usei máscara o tempo todo, tomei muita água, fiz aromaterapia com óleos naturais para acalmar, li, orei, meditei, ouvi músicas para relaxar, escrevi e gravei alguns áudios contando meus sentimentos durante este isolamento e agradeci. Aliás este é o motivo desta fotinho divertida com meus amorinhos. Agradecer!! Muito obrigada por tanto carinho e mensagens. Segui na fé e o amor foi o melhor remédio para minha recuperação. Obrigada marido querido por estar comigo em mais um desafio de nossa jornada. Obrigada minha irmã , foi muito gratificante poder conviver com vc e me deixar cuidar como antigamente qdo morávamos juntas e éramos crianças. Amo vcs!! Amo mais do que consigo expressar. Obrigada a TODOS que, de uma maneira ou de outra, torceram por minha recuperação. Uma boa noite e que Deus abençoe todas os enfermos e familiares do nosso país. Saúde e amor!! Beijo na família. #vaificartudobem #obrigadasenhor #Deusconduz #mariapassanafrente

A post shared by Eliana Michaelichen (@eliana) on

Publicidade

A famosa contou que, durante a quarentena, fica com as crianças sem ajuda de ninguém. “Nesta quarentena, 24 horas por dia e sem babá, estamos vivendo um intensivão familiar. Estou amando. Porém, a pressão de ficar em casa sem contato com os amigos e outros familiares aumenta a tensão e a ansiedade. Daí surge o desafio diário de manter a relação saudável, pois temos de educar e isso inclui os ‘nãos’”, disse a apresentadora.

Eliana disse que procura falar sempre positivamente, sem deixar de conscientizar sobre o grave problema que está assolando a humanidade.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.