in

Bonner recebe notícia de última hora e encerra Jornal Nacional com triste comunicado

Reprodução: Globo

William Bonner apresenta o Jornal Nacional ao lado de Renata Vasconcellos. Além de âncora, ele é editor-chefe do principal telejornal da TV brasileira. Neste cargo, Bonner é fundamental para determinar o que vai ser notícia no telejornal que tem duração de cerca de uma hora.

Publicidade

O Jornal Nacional vai ao ar com assuntos determinados e com a definição de tempo que cada reportagem deve ter. Em um telejornal ao vivo, pode acontecer de alguma notícia cair, isto é, deixar de levada ao ar para dar lugar a outra mais importante que acabara de acontecer.

Nesta segunda-feira (9), pouco antes de encerrar o JN, Bonner foi surpreendido com uma notícia que acabara de chegar à Globo. “Uma última informação”, disse o jornalista. Em seguida, ele falou que o telejornal havia começado com a boa notícia da eficácia da vacina contra o coronavírus das empresas Pfizer e Biontech.

Publicidade

“Aqui no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária determinou a interrupção dos estudos clínicos da Coronavac pra avaliar dados sob risco e benefício da continuidade do estudo depois da comunicação de um evento grave no dia 29 de outubro”, disse o âncora do JN.

Publicidade

Bonner encerra Jornal Nacional com notícia triste

Bonner informou ao vivo no Jornal Nacional que a Anvisa não detalhou qual foi o evento adverso grave que causou a interrupção dos teste clínicos da vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan. Esta vacina é defendida pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e rejeitada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!