in

Sem Bonner e Renata, JN consome 1 hora na matéria mais importante do dia

Reprodução Globo

O mundo parou neste sábado para acompanhar o desfecho das eleições presidenciais norte-americanas. O resultado, que anunciou Biden vencedor do pleito, foi divulgado no começo da tarde e a mídia mundial focou nisso. No JN não foi diferente, mesmo sem os âncoras Bonner e Renata Vasconcellos, o Jornal Nacional, da Rede Globo, dedicou mais de 1 hora só cobrindo o noticiário da eleição de Biden e seus assuntos satélites, como a relação entre Brasil x EUA.

Publicidade

O curioso é que quando se sabe que há um noticiário de enorme importância, a Rede Globo costuma chamar seus âncoras titulares, que normalmente folgam aos sábados, dando uma oportunidade aos demais jornalistas da emissora.

Neste sábado, o jornalista que apresenta o Bom Dia Rio, Fachel, foi um dos responsáveis por comandar o andamento do principal jornalístico do país. 

Publicidade

JN dedica mais de 1 hora à cobertura das eleições nos EUA

A vitória de Biden foi coberta pelo JN por mais de 1 hora, entre momentos em que mostrou trechos de debates, onde contou a história de vida do vencedor, Joe Biden, deu voz aos manifestantes que celebravam a vitória do candidato do Democrata e terminou a enorme cobertura que fez mostrando a relação quase sempre deficitária entre Brasil x EUA, onde desde o mandato de Bill Clinton, em apenas 1 ano, o nosso país vendeu menos do que comprou dos estadunidenses, mostrando uma balança amplamente favorável ao país do norte.

Publicidade

JN mostrou amizade entre Trump e Bolsonaro

O JN ainda mostrou o ambiente de amizade e cumplicidade do candidato derrotado nos EUA. Reforçou que até o fim da cobertura da pauta, Bolsonaro ainda não tinha se pronunciado a respeito das eleições.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.