in

Rodrigo Constantino é demitido da Record após posicionamento sobre o caso Mari Ferrer

google

O jornalista Rodrigo Constantino causou revolta na internet após expor sua opinião sobre o caso da influencer Mari Ferrer, que teria sido estuprada em uma casa noturna de Jurerê Internacional, em 2018. Na última quarta-feira, depois de muitas críticas, ele foi mandado embora da rádio Jovem Pan.

Publicidade

Hoje, ainda em função da repercussão de suas declarações, o comentarista perdeu mais três empregos: na Record, na Radio Guaiba e no jornal Correio do Povo – os dois últimos veículos do Rio Grande do Sul.

“(…). A decisão foi tomada em virtude das posições que o profissional assumiu publicamente sobre violência contra a mulher, em canais que não têm nenhuma vinculação com nossas plataformas“, explicou a emissora sobre a polêmica demissão.

Publicidade

Em uma live transmitida pelo canal do Youtube do jornalista nesta semana, ele criou uma situação hipotética para dizer que, dependendo das circunstâncias que sua filha fosse estuprada, ele não faria a denúncia dos agressores, e ainda a colocaria de castigo. A fala gerou repercussão negativa na internet.

Publicidade

Apesar de ser desligado de todas as mídias onde trabalhava, Constantino não se desculpou pela fala. A própria filha dele teve de se manifestar em razão de todas as mensagens que recebeu.

Publicidade

Esta coluna também repudia tais declarações e não compactua em gênero, número ou grau com qualquer tipo de violência contra a mulher, abuso, ou qualquer tipo de discriminação por questões de gênero, raça, religião ou condição econômica.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Bruno Tálamo

Bruno Tálamo é jornalista de formação e, atualmente, colunista do programa A Tarde é Sua da RedeTV!. Começou a carreira como locutor de rádio até migrar para a televisão. Com passagens pela Band e RecordTV, é considerado uma das principais revelações do colunismo de celebridades.
Siga no Instagram: @brunotalamo