in

Atriz da Globo confessa que perdeu sua virgindade durante um abuso quando tinha 16 anos

Kat Jayne/Pexels | Globo/Divulgação

A atriz Carolinie Figueiredo, conhecida em todo o país por conta de papéis memoráveis na televisão, atuando em novelas como Malhação e Sangue Bom, desabafou a respeito de uma cicatriz que carrega consigo desde a adolescência. Por meio da função Stories de seu perfil pessoal no Instagram, confidenciou aos seguidores que a sua virgindade foi perdida aos 16 anos durante um abuso.

Publicidade

“Há um ano atrás compreendi que a maneira que perdi minha virgindade foi um estupro. Foram 15 anos elaborando essa história. Estamos completamente distantes das fronteiras seguras dos nossos corpos. Precisamos nos fortalecer para que tenhamos estrutura psíquica e emocional para dar conta das nossas histórias!”, desabafou.

O drama vivido por Carolinie Figueiredo é compartilhado por outras milhares de mulheres Brasil afora. Ela desabafa no sentido de que o sistema patriarcal que permanece vivo na sociedade traz consequências terríveis para o gênero feminino, causando um adoecimento físico e mental.

Publicidade

“O patriarcado nos adoece, machuca e violenta nossos corpos. Os homens, vetores diretos dessa opressão, não têm ideia de como esses assuntos de violência machucam nossos corpos físicos, emocionais e mentais”, continuou a desabafar em outro trecho da publicação.

Publicidade

Caroline Figueiredo publica diversos conteúdos sobre o empoderamento feminino.

Publicidade

View this post on Instagram

Quaisquer desajuste que você esteja vivendo compreenda:  Não é CULPA SUA.  Não é uma falência pessoal. É uma falência sistêmica! O Sistema está ruindo. E precisa ruir. Com nossas escolhas equivocadas o planeta (e nós) estamos adoecidos. O capitalismo, o patriarcado, o machismo, a violência e o racismo nos destroem. E faz parte desse processo te vender salvações. Por isso você “precisa” estar mal. Então faz parte do projeto que você se sinta insegura, com medo, ansiosa, infeliz, insatisfeita com seu corpo e/ou com medos financeiros.  Ressoa por aí? Há, porém uma saída! O primeiro passo é sair da CULPA e da falência pessoal. Isso é paralisante e introjeta ainda mais vergonha, culpa e ressentimento num processo já doloroso. O segundo passo é reconectar com seu sentir e seu corpo. Isso quer dizer que tem dias que eu choro no chão, tem dias que consigo extravasar minha raiva, tem dias que eu choro de amor…  O sentir nos libera e nos reconecta com o que somos no presente. E só isso existe. Não desista, ta? O projeto de poder é te controlar pelo medo, reprimir seu corpo. Controlar seu sentir e sua autonomia de escolha, É te vender sonhos distantes e te deixar insegura, competitiva e doente com isso, Estamos de olho, tá? Nós atentas e despertas viemos revolucionar e só conseguimos isso ao cuidarmos de nós e da nossa rede! Te preciso forte, nutrida e apoiada pra atravessar! Me diz: como essas palavras te afetam? Para atendimento terapêutico individual me escreve carolinie@gmail.com To aqui, Carolinie

A post shared by Carolinie Figueiredo (@carolinie_figueiredo) on

Nos dias de hoje, Carolinie Figueiredo está afastada da televisão, dando sequência a trabalhos como educadora parental. Por meio de seu relato, alimentou a chama de combate aos crimes cometidos contra as mulheres, cobrando pela interrupção deste ciclo vicioso de violência, que se torna ainda maior com o passar do tempo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com