in

Jovem tieta goleiro Bruno, posta fotos e recebe ataques nas redes sociais: ‘defensor de assassino’

Divulgação / Poços de Caldas FC

Julgado e condenado por mandar assassinar a modelo Eliza Samudio, o goleiro Bruno cumpre regime semi-aberto após ficar sete anos preso. De volta ao futebol, o ex-arqueiro do Flamengo viu no Rio Branco, do Acre, uma chance de recomeçar a carreira dentro das quatro linhas. Contudo, desde sua volta, o jogador já esbarrou em alguns protestos de pessoas contra a ressocialização na sociedade.

Publicidade

Além do atleta, pessoas que se aproximam de Bruno para tirar uma foto ou pedir um autógrafo tem sofrido duras críticas. Nesta semana, um estudante de engenharia mecânica, de 20 anos, foi alvo de ataques nas redes, após postar uma foto na companhia do goleiro, que esteve em Vilhena, no fim de semana. 

Apaixonado por futebol, o jovem universitário, estava em um restaurante, quando o time de Bruno, o Rio Branco, apareceu para jantar após um duelo pelo Brasileirão da Serie D.

Publicidade

Após encontrar o goleiro, o jovem pediu para tirar uma foto com ele, repetindo a ação que outros fizeram anteriormente. 

Publicidade

Ao publicar o registro no Facebook, o jovem recebeu varias criticas. 

Publicidade


“Disseram que eu sou defensor de assassino, que apoio bandido, que passo pano para o feminicídio… também escreveram que eu sou tão ‘podre’ quanto o Bruno“,
desabafou ele.

Boa fase

Dentro das quatro linhas, Bruno não tem comprometido e vem realizando boas partidas com a camisa do Rio Branco, tendo anotado inclusive um gol de penalidade. No seu grupo na quarta divisão nacional, o time acreano aparece com boas chances de classificação para a próxima fase do certame. 

Com 17 pontos, a equipe de Bruno aparece na quarta colocação do Grupo A, e só depende de si para avançar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade