in

Assassino de ator de Chiquititas, Cupertino se uniu a traficante e tinha ‘vida normal’ no MS: ‘ia na lotérica’

Foragido pelo crime de triplo homicídio cometido em junho do ano passado, quando matou o ator de Chiquititas, Rafael Miguel, e os pais do jovem, o empresário Paulo Cupertino teve mais um dos seus paradeiros descobertos neste final de semana.

Publicidade

Depois de confeccionar documentos falsos, o criminoso morou por cerca de 8 meses em Eldorado, no Mato Grosso do Sul, trabalhando em um chácara. Utilizando o nome de Manoel Machado da Silva, ele conseguiu enganar a todos por quase um ano, até ser denunciado e fugir do local há cerca de uma semana. 

De acordo com o delegado Pablo Reis, responsável pelas investigações, Paulo Cupertino foi visto pela última vez no dia 28 de outubro. Com uma barba grande e usando máscara, “Seu Manoel” tinha uma rotina normal. Ia na barbearia, fazia apostas em uma lotérica e conseguiu até mesmo emitir uma carteira no Sistema Único de Saúde (SUS).

Publicidade

Cupertino começou a sair mais em público após o início da pandemia, utilizando a obrigatoriedade da máscara para se disfarçar em locais com a presença de várias pessoas.

Publicidade

“Nós vamos ouvir o pessoal da lotérica, da barbearia. E eu também já solicitei imagens de câmeras destes locais. Estamos fazendo buscas do caso e ainda vamos intimar estas pessoas”, disse o delegado Pablo Reis, que adiantou que todas as informações serão apuradas.

Publicidade

Ligação com tráfico

Ainda segundo as investigações da polícia, o criminoso fugiu da cidade em uma aeronave que estava na fazenda do patrão dele. O empregador, identificado como Alfonso Helfenstein, é foragido da polícia por crime de tráfico de drogas. O paradeiro de ambos segue desconhecido. 

Contra o relacionamento da filha com o ator Rafael Miguel, Paulo Cupertino assassinou brutalmente o jovem e os pais dele em São Paulo, com 13 disparos, em junho de 2019. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade