in

Equipe de jornalistas da Rede Globo sofre agressão e tudo é mostrado na TV: “Atitude covarde”

Reprodução Globo

Uma jornalista da Rede Globo e um repórter cinematográfico sofreram duras e covardes agressões ao produzirem uma matéria que iria ao ar nas telas dos espectadores de Florianópolis. Em pauta, seria feito um alerta e denuncia quanto ao desrespeito do cumprimento de leis de distanciamento social e de uso do espaço público da praia por banhistas, mas tudo acabou da pior forma possível e a equipe teve que interromper a cobertura da pauta após sofrer uma dura e covarde agressão, como classificou a própria Associação Nacional de Jornais.

Publicidade

Os repórteres pertencem à NSC TV, afiliada do grupo Globo, em Santa Catarina

Bárbara Barbosa e Renato Soder estavam fazendo a cobertura em uma praia da região, durante o feriado de finados. A matéria em questão era sobre o desrespeito à Lei Estadual que proíbe aglomeração nas praias durante a pandemia provocada pelo coronavírus.

Em um dado momento, dois homens se aproximaram dos jornalistas e começaram a os agredir, além de atacar os equipamentos de reportagem que estavam sendo utilizados na realização da matéria, a intenção era de destruir os equipamentos.

Publicidade

Jornalista tem pulso ferido após na entregar o celular

Um dos jornalistas teve o pulso ferido ao resistir em entregar seu celular para um dos agressores. As marcas do ataque ficaram na pele do profissional.

Publicidade

Em nota, a ANJ (Associação Nacional de Jornais) lamentou a agressão, que
classificou de “atitude covarde, autoritária, intolerante e que demonstra falta de compreensão do papel dos jornalistas na sociedade”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.