in

Longe das telinhas, famosa atriz de Laços de Família luta contra grave doença há 11 anos

Globo

A atriz de Laços de Família, Júlia Almeida, está com 37 anos. Para quem não sabe, a famosa é filha do autor de novelas Manoel Carlos. Ela atuou em várias produções da Rede Globo, mas atualmente vive um drama em sua vida pessoal e está afastada das telinhas.

Publicidade

Júlia Almeida trava uma árdua batalha contra uma séria doença desde o ano de 2009, a epilepsia. Após ter descoberto a doença, ela tem procurado usar as suas redes sociais para debater sobre o assunto e, dessa forma, poder ajudar mais pessoas.

Acostumada desde pequena com os grandes sucessos escritos pelo novelista, a atriz Júlia Almeida teve a oportunidade de estrear na televisão no ano de 1992, com o grande sucesso Felicidade. Desde então, a jovem não parou mais e participou de várias produções de sucesso da emissora carioca. A artista atuou em História de Amor, que foi ao ar em 1995; Por Amor, em 1997; o grande sucesso Laços de Família, em 2000, que inclusive está no ar novamente em Vale a Pena Ver de Novo; e também na trama Mulheres Apaixonadas, em 2003.

Publicidade

Além de ter participado de novelas, a atriz também atuou em seriados. Entre eles o sucesso Presença de Anita, Um Só Coração e JK. Ela sempre trabalhou na Globo e também fez algumas participações ao longo dos anos. A famosa esteve morando fora do Brasil. Ela se mudou para a Inglaterra e se casou com Sebastian Bailey, que é produtor fotográfico.

Publicidade

Hoje em dia Júlia está morando nos Estados Unidos.Além de atriz, ela mostrou que tem jeito para o comercial e lançou a própria marca de moda praia, que se chama Florita Beachwear.

Publicidade

Durante uma entrevista, a famosa falou sobre as mudanças que aconteceram em sua vida ao receber o diagnóstico de epilepsia. Com a primeira crise já precisou usar medicamentos e no começo não aceitava bem a doença e precisou de um tempo para poder aceitar a situação.

Por ser uma pessoa agitada, precisou encontrar um jeito de ser mais tranquila. Ela também ressaltou que os medicamentos precisam ser tomados nos horários certos, além de ter que dormir e se alimentar bem. Júlia também revelou que faz terapia e acredita que conversar com pessoas que tenham a mesma condição ajuda a não se vitimizar.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.