in

Sérgio Mallandro relata drama após ter ficado oito dias na UTI com Covid-19: ‘Tive muito medo da morte’

UOL

O humorista Sérgio Mallandro foi uma das celebridades que contraiu o coronavírus. Diferentemente de uma grande parte de artistas que tiveram sintomas mais leves, o autor dos bordões “glu glu e salci fufu” passou oito dias internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Publicidade

Depois do susto, o humorista, enfim, recebeu alta hospitalar na última terça-feira (20). Em entrevista ao UOL, ele trouxe detalhes da experiência vivida com a Covid-19. Segundo Mallandro, a suspeita inicial de que ele poderia estar com o vírus foi quando passou a não sentir cheiros.

“Liguei para o meu médico, fizemos o exame do coronavírus e vimos que estava já com 25% do pulmão comprometido. Me internaram na UTI e fiquei oito dias lá, com febre, cansado, me tratando com remédios e oxigênio e com a cabeça totalmente pirada. Ali, veio um filme na minha cabeça, tive muito medo da morte e passei a ressignificar a vida”, desabafou Sérgio Mallandro. 

Publicidade

Reflexão

Ainda no papo, Sérgio Mallandro afirmou que nos oito dias em que ficou na UTI, ele viu a doação intensa dos médicos na luta para salvar vidas, algo segundo ele totalmente distorcido da realidade vivenciada. O humorista afirmou que toda a experiência de reflexão possivelmente será transformada em roteiro para um projeto futuro. 

Publicidade

Liberado pelos médicos, o humorista pode retornar para a casa de São Conrado, situada na Zona Sul do Rio. Lá, Mallandro já vinha cumprindo o isolamento social desde fevereiro. Neste período em que esteve internado, ele contou com a companhia do filho Edgard, de 32 anos, que estuda nos Estados Unidos. Recentemente, Serginho se tornou avô. No entanto, por conta da pandemia, ele só pôde ver a netinha uma única vez, quando a Covid-19 ainda não havia se intensificado em solo nacional.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade