in

TV Globo mostra se médico morto por Covid tomou imunizante ou placebo nos testes de Oxford

Reprodução O Globo / Montagem Diogo Marcondes

O médico brasileiro João Pedro Feitosa, de 28 anos, teve a morte confirmada nesta quarta-feira (21). Ele participava dos testes da vacina de Oxford no Brasil. A morte de João Pedro causou comoção nas redes sociais e muita gente ficou preocupada com a causa da morte em decorrência das complicações por Covid-19.

Publicidade

João Pedro era médico recém-formado e não resistiu às complicações. A informação da morte chegou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 19. O comitê independente que acompanha o caso decidiu pela continuidade dos testes da vacina. Em outros casos, testes já foram suspensos.

De acordo com a TV Globo, os desenvolvedores disseram que o comitê independente não viu preocupações de segurança. A Anvisa afirmou que o processo segue em avaliação, mas que não houve necessidade da suspensão dos estudos. A vacina de Oxford é uma das esperanças do mundo no combate ao coronavírus.

Publicidade

Médico morto em decorrência da Covid-19 tomou placebo

Após a divulgação da informação da morte de João Pedro, a maior preocupação era saber se ele havia tomado o imunizante ou o placebo. A resposta desse questionamento poderia ser decisiva na definição da interrupção dos testes. Na noite desta quarta-feira (21), a Globo revelou que o médico tomou placebo.

Publicidade

Alguns dos voluntários dos testes de vacina recebe placebo, mas nem mesmo o voluntário sabe disso. O objetivo é manter o teste totalmente seguro e não manipulável. O placebo é uma substância sem qualquer efeito. Todos os testes de vacina utilizam esse método.

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!