in

Vídeo de Bolsonaro que Datena recebeu no privado vaza, apresentador é avisado ao vivo e pede explicações

Quem assistiu o Brasil Urgente desta quarta-feira (21) se deparou com o apresentador Datena furioso durante a exibição do seu programa ao vivo. O motivo foi a divulgação de um vídeo do presidente Jair Bolsonaro que foi enviado para o apresentador no privado e equivocadamente divulgado em seu Twitter. 

Publicidade

O apresentador começa a dialogar com a produção questionando sobre que vídeo teria sido publicado em seu perfil. Datena revela que recebeu alguns vídeos de Jair Bolsonaro através de sua assessoria. As imagens mostram o presidente em Elias Fausto, cidade de 15 mil habitantes, no interior de São Paulo.

Embora o conteúdo não tenha nada de mais, Datena ficou furioso e exigiu que fosse investigado quem foi o responsável por publicar o vídeo, que recebeu com exclusividade, no seu Twitter. Segundo o apresentador, ele teria repassado o vídeo apenas para um produtor, o Cleber. 

Publicidade

“Era para sair no programa, não para sair em outro lugar, anteriormente”, disse Luiz Datena. 

Publicidade

Publicidade

Depois de ser informado ao vivo de que o vídeo vazou, ele pediu para que exibissem as imagens que mostram Bolsonaro com moradores da cidade caminhando em uma estrada de terra. Durante entrevista, o presidente falou sobre a vacina chinesa Coronavac, o qual já revelou ser contra a sua distribuição ao argumentar que “o brasileiro não é cobaia”.

No vídeo, Bolsonaro reafirma o seu posicionamento. “Toda e qualquer vacina está descartada. Ela tem que ter uma validade do Ministério da Saúde. Tem que ter uma certificação da Anvisa. Fora isso, não existe qualquer desprende de recurso, ainda mais um vultuoso como esse, que seria para vacinar 100 milhões de pessoas a um preço por, aproximadamente, 10 dolores por vacina”, disse o presidente do Brasil.

Na volta para o estúdio, Datena continuou a pontuar sobre o vídeo divulgado em sua rede social. “Alguém aqui de dentro está espalhando essa imagem em algum lugar. Então esse vídeo que eu mandei internamente, se está em algum Twitter, foi pirateado. Foi pirateado aqui dentro”, disse o apresentador que continua questionando a sua produção.

Ao falar com o produtor, único para quem enviou o video que soltaria durante a exibição do programa, ele diz que teve o celular clonado. “Quero saber quem tá entrando no meu celular. Alguém aqui de dentro espalhou essa imagem em outro lugar. Alguém pegou essa imagem aqui e divulgou em outro lugar. Isso é sério”, disse o comandante do programa jornalístico da Band.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Ariane

Formada em pedagogia em 2011, atuo como redatora desde 2015. Produzo conteúdo sobre o que sou fã. Séries, músicas e tudo que envolve o mundo pop.